Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

LAG: Macaenses “ajudam” candidatura a Cidade da Gastronomia
Sexta, 02/12/2016

O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, está confiante na candidatura, com sucesso, de Macau a Cidade UNESCO da Gastronomia.  O governante diz que o projecto conta com um vasto apoio e destacou o contributo dos macaenses.

 

“Estamos contentes por ter este todo apoio, especialmente da comunidade macaense, que está a ajudar-nos muito neste trabalho”, afirmou Alexis Tam, ao defender que o objectivo do Governo é promover toda a cultura gastronómica local – da cozinha portuguesa à do sudeste asiático.

 

Macau pretende candidatar-se à Rede das Cidades Criativas da UNESCO, no ramo da Gastronomia, já no próximo ano.

 

Alexis Tam respondia a uma pergunta de Leonel Alves. O deputado apelou à preservação da autêntica cozinha macaense. “Muita gente aprecia a comida macaense, mas, em Macau, temos, no máximo, quatro restaurantes com a verdadeira comida macaense. Já há muita adulteração”.

 

Leonel Alves exortou o Governo a “encontrar caminhos para promover a comida macaense em Macau e no resto do Mundo”. “Material existe, conhecimento existe – agora, há necessidade de encontrar algumas medidas”, frisou.

 

Leonel Alves recordou que há um livro que reúne mais de 200 receitas macaenses, sugeriu uma parceria com o Instituto de Formação Turística e uma rede de contactos com as Casas de Macau espalhadas pelo mundo. A ideia é chamar para Macau os especialistas em cozinha macaense para formarem uma nova geração de chefes de cozinha.

 

O deputado quis ainda saber quais são os planos de Alexis Tam para o ensino da História de Macau. Propôs que fosse dado um primeiro passo, com a história dos monumentos de Macau. O secretário não respondeu.