Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Funcionário alfandegário detido por fraude de 1200 patacas
Quinta, 01/12/2016

Um funcionário dos Serviços de Alfândega foi detido esta manhã pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas de fraude. O homem, que desempenhava o cargo de supervisor num dos departamentos desses serviços, está acusado do crime contrafacção de moeda, por alegadamente ter cooperado com um grupo de criminosos na falsificação de cartões de crédito que seriam usados em Macau.

 

A PJ acredita que o funcionário da Alfândega, de 47 anos e com 21 de serviço, cooperou com esse grupo em pelo menos em cinco ocasiões, nas quais usou os cartões falsificados na loja de roupa da sua irmã mais velha. No entanto, os dois só terão conseguido levar o plano a bom porto por duas vezes. Por essas transacções, o supervisor terá recebido somente 1200 patacas, já que o acordo implicava que ele recebesse 15 por cento do valor conseguido com os cartões de crédito falsificados.

 

Outros movimentos com esses cartões remetem ainda para dois estabelecimentos de comida. Além da irmã do funcionário alfandegário, a PJ tinha também antes, no âmbito deste caso de fraude, detido outras sete pessoas.

 

Os Serviços de Alfândega já reagiram a esta detenção, afirmando que o caso criou um clima de choque e tristeza. Os serviços liderados por Alex Vong comprometem-se ainda a cooperar com a PJ na investigação.