Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Sónia Chan promete avaliação de vários subsídios da FP
Segunda, 21/11/2016

A proposta de actualização do subsídio de residência para os funcionários públicos foi aprovada, esta tarde, na Assembleia Legislativa. A sessão ficou marcada pela promessa de possíveis novos aumentos por parte da secretária para a Administração Justiça, Sónia Chan.

 

O subsídio de residência vai passar de 2472 para 3240 patacas, correspondendo a um aumento de 33 por cento. No entanto, José Pereira Coutinho e Leong Veng Chai argumentaram que a medida é insuficiente. Os dois deputados da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau alegaram que outros apoios também devem ser revistos.

 

“Por exemplo, o subsídio para os chefes funcionais, de turno e nocturno. O deputado Leong Veng Chai também já falou no subsídio para combustíveis. A senhora secretária sabe que muitos fiscais ainda utilizam os próprios motociclos e viaturas? Todos os meses há um subsídio, que não sofre aumento há 30 anos”, denunciou Pereira Coutinho.

 

Sónia Chan garantiu que vai ser feita uma avaliação. “Alguns trabalhos são prioritários, outros precisam de um estudo mais aprofundado. Há que fazer uma ponderação geral. Não quer dizer que avançamos com um subsídio de habitação e vamos deixar de lado outros. Para o ano, vamos fazer uma avaliação geral de todos os subsídios. Temos de trabalhar por fases”, afirmou.

 

A secretária disse ainda que, nos novos aterros, vão ser reservados lotes para a construção de casas para os funcionários públicos. Outra crítica apontada, durante a tarde, por Pereira Coutinho.