Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Félix da Costa vence pela segunda vez Grande Prémio de F3
Domingo, 20/11/2016

O português António Félix da Costa é o terceiro piloto a vencer duas vezes em Macau a Taça Mundial de Fórmula 3 FIA. A primeira vez foi em 2012. A segunda vitória aconteceu no mesmo dia em que Tiago Monteiro ganhou a Corrida da Guia e, por duas vezes, se ouviu o hino de Portugal no pódio.

 

Félix da Costa tentou, mas não conseguiu segurar a emoção, sobretudo quando entrou no pódio e “viu tantos portugueses”: “Foi um dia incrível para Portugal. O Tiago pôs-me pressão em cima quando ganhou esta manhã e eu pensei: ‘Também tenho de ganhar’. Hoje disse: ‘Não choro’. Em 2012, estava para ir para a Fórmula 1, estava a ganhar tudo. Depois o hino não tocou – tudo ajudou. Hoje disse: ‘Já ganhei isto uma vez, é só para curtir’”.

 

Mas o momento em que subiu foi emocionante: “É incrível porque vimos até pessoas asiáticas a falar português perfeito e isso impressiona-me de forma incrível aqui em Macau. Toda a gente a cantar o hino foi incrível. Pareço um bebé grande que desata a chorar”. 

 

Esta é também uma vitória com uma indicação de despedida. Félix da Costa diz que não vai voltar a competir em Fórmula 3.

 

Afastado da Fórmula 1, a última vez que o piloto português esteve em Macau foi em 2013. Regressou agora “pelo prazer que é guiar um F3, pela importância que esta corrida tem e pela diversão que é”. O piloto veio sem patrocínios, apesar dos esforços do dono da equipa em sentido contrário.

 

“Não vou voltar a Macau na Fórmula 3. Está feito. Temos de passar ao próximo capítulo. A minha vida  agora é com a BMW e eles têm um carro aqui no GT, têm planos bons para mim no futuro. Agora tenho é de ir correr ali com os velhotes, com os maduros, no GT”, acrescentou Félix da Costa.