Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

GP: Tiago Monteiro quer vingar azar de 2014
Quarta, 16/11/2016

Tiago Monteiro regressa a Macau, depois de um ano de ausência. O piloto da Honda, que integra o Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC, na sigla inglesa), chega ao território para participar na Corrida da Guia. A prova marca o final da temporada da TCR International Series, que tem carros bem diferentes daqueles a que o português está habituado.

 

“Este ano, quando surgiu o convite da Honda, não hesitei um segundo. Aceitei logo. É sempre um desafio. Os carros são muito diferentes dos nossos. Apesar de serem mais lentos, é sempre uma técnica de pilotagem diferente. Tive a analisar um bocado o nível, há dez ou 12 pilotos muito fortes. Não vai ser uma tarefa fácil”, explica.

 

Tiago Monteiro é dos pilotos que coloca o Circuito da Guia no topo das preferências. Não só pelo traçado, mas também pelo ambiente que se vive à volta das corridas.

 

“É um grande desafio. Estamos a falar da pista em si. Claro que, depois, há o ambiente e as pessoas. Todo o evento é interessante, fantástico e diferente”, refere o piloto.

 

O perigo do traçado atrai Tiago Monteiro. “Passa-se muito rápido junto aos muros. É difícil porque o piso é mau. Isso tudo faz com que haja uma tensão especial. Essa adrenalina é a nossa gasolina. Sinto-me bem, aqui, em Macau. Já correu bem, já correu mal. Tudo pode acontecer”, afirma.

 

Em 2014, na última vez que esteve em Macau, Tiago Monteiro ficou à beira da vitória numa das corridas. Neste regresso ao Circuito da Guia, o piloto admite que quer ajustar contas.

 

“Tenho uma vingança. Na última vez, a três curvas do fim, a minha direcção partiu. Estava em primeiro. Isso foi difícil de engolir. Por isso, também quero uma pequena vingança”, confidencia.

 

Tiago Monteiro vai conduzir um Honda Civic. Um carro que conhece, mas de outros tempos.

 

“Ajudei um bocadinho ao desenvolvimento do carro, há três anos. Mas nunca mais andei. Há 15 dias ou três semanas, fui fazer uma tarde ao Estoril para ajudar um amigo, que corre na TCR Portugal, mas ao mesmo tempo para tentar perceber o carro. Deu para ter uma ideia. Mas, claro, a pista de Macau é bastante diferente”, nota.

 

Esta época, Tiago Monteiro tem estado em destaque no WTCC. A duas provas de fechar o calendário, o piloto da Honda está no terceiro lugar.