Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Pré-venda de habitação económica a partir de Janeiro
Quarta, 28/12/2011
O Instituto de Habitação (IH) começa amanhã a enviar os ofícios para os agregados familiares no topo da lista de espera para habitação económica. As famílias seleccionadas podem, a partir de 12 de Janeiro, visitar o Edifício do Lago, na Taipa. O edifício ainda está em obras e, segundo as estimativas do presidente do IH, Tam Kuong Man, a construção só deve ficar concluída no terceiro trimestre de 2012, pelo que só no último trimestre as famílias vão ter a chave na mão.

Os residentes irão optar por apartamentos de tipologia T1, T2 e T3, custando a casa mais barata 544 mil patacas e a mais cara quase um milhão e meio. Os 2.703 apartamentos estão divididos por uma área útil de mais de 72 metros quadrados. O preço por pé quadrado foi fixado em 1.184 patacas, valor que foi decidido tendo em consideração as finanças dos agregados familiares, sublinhou Tam Kuong Man.

O Edifício do Lago vai ter ainda dois centros, um de saúde e outro de atendimento à sociedade. Além disso, vão ser construídos um parque de estacionamento e uma paragem de autocarros.

Caso queiram alienar estas fracções, os proprietários vão ter de pagar ao Governo mais 3 por cento do que os proprietários das casas do Edifício de habitação económica da Alameda da Tranquilidade, cujos apartamentos começaram a ser disponibilizados este ano. A avaliação da percentagem foi feita por três empresas, que Tam Kuong Man preferiu manter no anonimato. Porém, o presidente do IH explicou que a subida se deve a vários factores, como a localização e preço actual das transações no mercado.

Na conferência de imprensa, desta manhã, Tam Kuong Man indicou ainda que até 27 de Dezembro, 713 apartamentos, num total de 880, já foram escolhidos na Alameda da Tranquilidade.