Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Apoio à Formação Contínua: mais de 22 mil participantes
Quinta, 22/12/2011
Mais de 22 mil residentes beneficiaram, até Novembro, do apoio do Governo para a frequência de acções de formação, ao abrigo do Programa de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Contínuo, lançado pelo Executivo no Verão passado. Um programa que concede a cada residente de Macau um subsídio de cinco mil patacas para gastar em formação.

O número foi avançado à Rádio Macau pelo chefe da divisão de extensão educativa dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ), que esclareceu as dúvidas sobre a forma de funcionamento deste programa de apoio. “[Nos cursos ministrados em Macau] são as instituições que fazem o pedido junto da DSEJ e, depois de os cursos serem autorizados, basta o residente inscrever-se directamente na instituição. Não precisa de activar qualquer conta porque, na conta que a DSEJ abriu para os residentes, vai ser automaticamente deduzido o montante utilizado”, explicou Ao Kam Meng à Rádio Macau.

Já no caso dos cursos frequentados fora da RAEM, o residente tem de reunir todas as informações sobre o curso e apresentar um pedido junto da DSEJ. “Primeiro o residente paga o curso. Depois de autorizado [o pedido], a DSEJ devolve o dinheiro”, adiantou o chefe de divisão.