Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (terça-feira)
Terça, 27/09/2016

Ambiente e o problema do plástico, um estudo sobre contratação de trabalhadores não residentes e a gestão da nova cinemateca fazem os principais títulos dos jornais portugueses esta manhã.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun refere o caso de quatro residentes que tentaram defraudar uma sala vip do casino em 24 milhões de dólares de Hong Kong. O jornal refere ainda o contrato assinado com a Companhia de Engenharia e de Construção da China para o parque de materiais e oficinas do Metro Ligeiro e do edificio Multifuncional do Governo nos Aterros de Pac On.

 

O Va Kio puxa para manchete o caso de fraude no casino com fotografia da Polícia Judiciária.

 

Canal chinês da Rádio Macau

A Ou Mun Tin Toi tem estado, esta manhã, a antecipar o debate presidencial nos Estados Unidos entre Hillary Clinton, pelo Partido Democrata, e Donald Trump, pelo Partido Republicano.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Hoje Macau dedica a primeira página à questão ambiental do plástico. De resto, é mesmo essa a manchete - “Homo plasticus” e como, diz o jornal, Macau não toma medidas para combater este flagelo.

 

O Jornal Tribuna de Macau diz que “entidade ligada a à sétima arte vai gerir a Cinemateca”, mas o jornal não avança que entidade. “Actualizar parquímetros demora dois anos” é outro título na primeira. 

 

O Ponto Final fala em “dois pesos e duas medidas”. É uma manchete dedicada ao mercado laboral. O matutino cita um estudo sobre a alegada agilização da entrada de trabalhadores não residentes “em prejuízo dos interesses dos residentes”. 

 

Jornais de Macau em língua inglesa

Business Daily entrega a manchete aos jogos virtuais. Um sector em expansão que, diz o jornal, pode reinventar o sector do jogo em Macau.  O novo Instituto de Macau para as Cidades Inteligentes é outro dos destaques.

 

O Macau Daily Times faz a manchete com futebol. “Jogos da Premier League transmitidos  em directo por empresa local”. Outro título em grande destaque reporta-se ao tráfico de aves: “caçadores no sudeste asiático em busca de aves com bico de marfim”.

 

O Macau Post refere que, em meia hora, quatro residentes enganaram uma sala VIP em 24 milhões de dólares de Hong Kong. O diário também regista a vitória de António Guterres na quinta votação para secretário geral da ONU.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

No South China Morning Post, “Sombras cinzentas” é o título escolhido para a fotolegenda ilustrando Hong Kong imersa num dos piores dias de qualidade do ar. “Empreiteiro vence luta contra restrições” no Tribunal de Última Instância, diz a manchete.

 

Na primeira do China Daily, “Primeiro-ministro chinês acolhido calorosamente por Fidel Castro”, e publicada está também a fotografia do dirigente chinês com o histórico líder cubano. “Lançado fundo para ajudar empresas estatais chinesas” é outro dos títulos.

 

O Standard tem a primeira feita de publicidade mas no interior a primeira notícia refere-se ao debate norte-americano Trump-Clinton. “Mercados temem Trump” é o título.