Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (terça-feira)
Terça, 13/09/2016

Chui Sai On em Portugal, o regresso às aulas no Jardim de Infância D. José da Costa Nunes e a segurança marítima – são alguns dos assuntos na imprensa desta terça-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun tem como tema principal da edição a deslocação de Chui Sai On a Lisboa, com fotografias da cidade e do encontro do Chefe do Executivo de Macau com o primeiro-ministro português.

 

O Va Kio reserva também espaço para a realização da reunião no âmbito da Comissão Mista Portugal-Macau. Noutro destaque, um caso invulgar: uma mulher sentiu-se mal por causa do excesso de insecticida usado pelos vizinhos no combate às baratas.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta de um acidente de trabalho no Jardim da Flora: um homem de 54 anos magoou-se num pé enquanto trabalhava no local. Outro tema da manhã informativa da emissora: os Serviços de Assuntos Marítimos e de Água esperam que, no final do ano, possam começar as excursões de iate entre Zhongshan e Macau.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve na manchete “Educação e economia à mesa da Comissão”. No destaque com imagem, “O primeiro dia de aulas” do Jardim de Infância D. José da Costa Nunes.

 

“Golpe de rins”, lê-se no Hoje Macau, que puxa para as gordas pelas novas regras para a morte cerebral, que entram em vigor no próximo dia 23. Espaço também para a protecção ambiental: “Fechados em copas”.

 

Quanto ao Ponto Final, elege para tema principal da edição o Canídromo: “À procura de um exílio dourado”. Referência ainda para a visita de Chui Sai On a Lisboa – “Português continuará a ser aposta em Macau”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily escolhe para título principal da edição os empréstimos concedidos pela banca local em Julho. O económico escreve também sobre a “relação explosiva” da Samsung com o Note 7.

 

Quanto ao Macau Daily Times, puxa para as gordas pela “insaciável procura da China pelas dispendiosas escolas internacionais”. Na actualidade loca, nota para o facto de o World Press Photo estar de regresso a Macau no mês de Outubro.

 

Já o Macau Post Daily tem como tema principal da edição a reunião de ontem do Conselho de Renovação Urbana.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no China Daily está a diplomacia: “Pequim e Hanói prometem salvaguardar segurança no mar”. Noutro destaque, a primeira base espacial comercial, que vai ser construída em Wuhan.

 

O South China Morning Post fala da queda acentuada de ontem nas bolsas de Hong Kong e da China Continental. O jornal reserva espaço também na primeira página para o aviso da Moody’s: a agência de notação financeira encontra riscos na presença, no Conselho Legislativo, de um maior número de políticos críticos do regime.

 

Por último, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje a temperatura nos centros comerciais: um estudo feito em dez espaços de Hong Kong revela que são poucos aqueles que seguem as directrizes do Governo, com temperaturas muito abaixo do que foi recomendado.