Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (segunda-feira)
Segunda, 12/09/2016

A possibilidade de uma maior zona pedonal no centro da cidade e a viagem de Chui Sai On a Portugal são assuntos em foco nos jornais desta segunda-feira.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun ocupa a primeira página com textos e fotografias sobre o centro histórico da cidade e a possibilidade de serem aumentadas as zonas exclusivamente pedonais, uma hipótese em estudo.

 

O Va Kio escreve na capa sobre um acidente que envolveu um ferry de Macau a caminho de Kowloon: tratou-se de um choque com uma pequena embarcação. Não houve feridos a registar – a sampana ficou ligeiramente danificada.

 

Canal chinês da Rádio Macau

 

A Ou Mun Tin Toi tem estado esta manhã a dar conta das estatísticas dos empréstimos hipotecários, relativas a Julho passado. Na actualidade internacional, a emissora tem estado a dar a notícia de que a Coreia do Sul avisou, hoje de manhã, que a Coreia do Norte está a postos para fazer um novo ensaio nuclear.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Jornal Tribuna de Macau coloca dois temas ao mesmo nível de destaque na primeira página da edição de hoje: “Amélia António em novo mandato” na Casa de Portugal; e “Chefe [do Executivo] em Lisboa ao mais alto nível”. Chamada ainda para o desporto motorizado – “Fórmula 3 em dúvida”.

 

“Passado com futuro”, lê-se no Hoje Macau, que entrevista os Embaixadores do Património. Noutros títulos, “Magistrados e minorias” e “Passos da língua”.

 

Quanto ao Ponto Final, elege para tema principal da edição a viagem de Chui Sai On a Portugal: “Sozinho em Lisboa”. Nota ainda para as eleições na Casa de Portugal: “Dívida antiga justifica nova candidatura”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily fala hoje na recuperação do sector do jogo, ao citar analistas que apontam o mercado de massas como o motor para o crescimento das receitas no final deste ano e durante 2017. Noutra chamada à capa, a interrupção das obras do Grand Lisboa Palace, na sequência de um acidente fatal.

 

Quanto ao Macau Daily Times, dedica as gordas à saída do consultor principal do Grande Prémio de Fórmula 3. O jornal faz ainda referência na capa ao facto de o presidente do município de Tianjin ter sido acusado de corrupção.

 

Já o Macau Post Daily traz na primeira página a “inversão de marcha” que a Uber decidiu fazer em Macau. O resto da capa é ocupado com dois textos sobre o 11 de Setembro.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

Em foco no China Daily estão as novas directrizes do Supremo Tribunal Popular, relativas ao modo como as decisões judiciais devem ser aplicadas pelos tribunais. Noutro título, a notícia de que há casais em Xangai e em Pequim que estão a ponderar divorciar-se para poderem comprar uma casa nova, uma vez que os solteiros têm benefícios fiscais e na concessão de empréstimos.

 

O South China Morning Post dá destaque a um estudo sobre a saúde, deixando um aviso para 2041: os hospitais públicos da região vão estar sobrelotados se nada for feito até lá. Na fotolegenda é recordado o ataque às Torres Gémeas.  

 

Por último, o Standard, que tem como notícia principal da edição de hoje o acidente de moto de um casal de Hong Kong na ilha tailandesa de Koh Samui: o rapaz, de apenas 22 anos, morreu, e a namorada ficou gravemente ferida.