Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Legco2016: CY Leung votou debaixo de protestos
Domingo, 04/09/2016

O chefe do Executivo de Hong Kong, CY Leung, exerceu o direito de voto na assembleia montada no Raimondi College, à porta do qual decorreu um protesto contra as políticas do governo do território.

 

O deputado Leung Kwok Hung, mais conhecido por “Long Hair” (“Cabelo Comprido”),  pediu a demissão do Chefe do Executivo e justificou o facto de ter atirado alguns objectos a CY Leung: “Porque ele merece. É uma vergonha para o mundo saber que há censura sobre os candidatos ao nosso Conselho Legislativo. É uma vergonha. Ele devia sentir-se envergonhado. Foi por isso que lhe atirei objectos: para o lembrar que vai pagar por estar a fazer coisas que vão prejudicar os direitos básicos da população de Hong Kong”.

 

O também candidato a estas eleições apelou ainda a todos os residentes a votarem: “Não sei se Xi Jinping vai ouvir ou não mas precisamos de gritar. Não se pode esperar que alguém ouça a nossa voz, mas se gritarmos talvez possam ouvir e depois escutar. Por isso, saiam, venham votar e gritem”.

 

Também Avery Ng, igualmente candidato, marcou presença neste protesto, tendo atirado um pão com atum a CY Leung: “Estou aqui hoje a protestar contra a decisão de CY Leung de introduzir a carta de compromisso afastando alguns candidatos, o que diminui a legitimidade destas eleições. Em segundo lugar, atirei uma sandes de atum para lembrar CY Leung que hoje há idosos que não conseguem comprar um simples pequeno-almoço. Nos últimos três anos, CY Leung falhou na resolução do problema da pobreza de Hong Kong, em especial entre os idosos”.

 

Avery Ng apela ao voto como forma de mostrar o descontentamento em relação às politicas de CY Leung: “Apelo aos residentes de Hong Kong, não interessa quem apoiam, a sair e a ir votar para mostrar união e mostrar o descontentamento em relação a CY Leung e ao Partido Comunista chinês e à sua influência nos assuntos de Hong Kong. Acredito que depois do ‘umbrella movement’ houve um enfraquecimento das liberdades, e hoje podemos ter uma reviravolta e usar o voto para gritar o nosso descontentamento a CY Leung”.