Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Morreu o antigo governador de Macau Melo Egídio
Quinta, 08/12/2011
O general Melo Egídio faleceu na quarta-feira no Hospital Militar Principal, na Estrela, em Lisboa. Nuno Viriato Tavares de Melo Egídio foi governador de Macau entre 1979 e 1981 e chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas entre 1981 e 1984, depois de o cargo ter sido ocupado por Ramalho Eanes.

Em Macau, Melo Egídio sucedeu ao general Garcia Leandro como governador.

Em declarações à Rádio Macau, o jornalista da TDM João Guedes destacou o facto de Melo Egídio ter sido o primeiro governador de Macau a visitar a China, pouco tempo depois de Portugal e Pequim terem restabelecido as relações diplomáticas.

De acordo com João Guedes, o encontro entre Deng Xiaping e Melo Egídio, em 1980, na capital chinesa, pode ser entendido como “o pré-início do que viriam a ser, muito posteriormente, as conversações para o regresso de Macau à República Popular da China”.

Sobre o breve mandato de Melo Egídio em Macau, João Guedes destacou que o general “terá sido um governador entre dois governadores”, sucedendo a Garcia Leandro e exercendo funções antes de Almeida e Costa. O jornalista referiu que, quando Melo Egídio foi governador, “toda a legislação colonial tinha sido reformulada por Garcia Leandro”. Por outro lado, Melo Egídio não “terá tido tempo de deixar nenhuma obra marcante” no desenvolvimento de Macau ao nível das infra-estruturas, o que veio a acontecer na administração de Almeida e Costa.