Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

UnionPay: Transacções ilegais atingem os dois mil milhões
Domingo, 24/07/2016

Dois mil milhões de patacas é o valor das transacções ilegais com terminais Union Pay em Macau, só nos primeiros seis meses do ano.

 

Os valores, divulgados pela Polícia Juidicária, superam já o montante apurado em todo o ano do ano passado, que foi de 1,2 mil milhões de patacas.

 

Desde o início deste ano a PJ abriu 12 inquéritos relativos a terminais ilegais da Union Pay, inquéritos que foram encaminhados para o Ministério Público.

 

31 pessoas foram detidas e as transacções ilegais geraram um prejuízo de 5,58 milhões de patacas para a Union Pay International.  Segundo a Polícia Judiciária, nos últimos anos, a prática deste crime tem-se tornado cada vez mais dissimulada.

 

A maioria dos casos tem ocorrido no interior dos casinos, nas ruas adjacentes ou nos quartos de hotéis com casino. “Nos últimos anos, tem-se verificado que alguns criminosos agem de forma movimentada e mais escondida, bem como recrutando intermediários (os chamados ‘barqueiros’)”, explica a PJ numa resposta escrita enviada à Lusa.

 

Esses intermediários, segundo a PJ, “vão falar com os jogadores nos casinos e oferecem-lhes a prestação do serviço de levantamento de dinheiro com menos emolumentos".

 

"Uma vez acertado o serviço para levantar o dinheiro, os jogadores são levados para dentro de uma viatura estacionada fora do casino ou junto de uma casa de penhores ou uma joalharia onde será instalada a máquina POS”, explica a Judiciária.

 

A PJ indica que, “para controlar a situação”, tem efectuado patrulhamentos não periódicos (nomeadamente nos dias feriados) nos casinos ou nos locais adjacentes, e mantido contacto com a Union Pay International e os bancos de Macau.

 

A par disso, recorda que existe uma ligação com os departamentos de segurança dos casinos, bem como “boa cooperação” com a polícia de Zhuhai.