Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (quinta-feira)
Quinta, 21/07/2016

Discordância na lei do erro médico, a posição do Chefe do Executivo sobre o negócio da fábrica de panchões da Taipa e a crescente predominância da língua chinesa na Justiça fazem os destaques da imprensa portuguesa desta manhã.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun destaca na primeira página dois acidentes de viação envolvendo autocarros. Em destaque o título, "Condutora não evitou acidente na Areia Preta. Cinco feridos”, e em baixo, a fotografia de outro autocarro envolvendo um shutlle bus junto ao Galaxy.

Também o Va Kio destaca este assunto na primeira página. “Acidente com shuttle na Taipa faz 13 feridos”.

 

Canal chinês da Rádio Macau

O Ou Mun Tin Toi tem estado, esta manhã, a dar conta das declarações de Chui Sai On ontem à partida para Pequim sobre o caso da fábrica Iec long. Não vai afectar os interesses dos pequenos proprietários, disse.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Jornal Tribuna de Macau publica, em manchete, “Língua chinesa conquista terreno nos tribunais”. Outro título a destaque refere a petição online de um grupo de urbanistas contra o novo edifício de doenças infecto-contagiososas.

O Hoje Macau publica fotografia de quase página inteira – “As mazelas do diploma” é a manchete em referência à proposta de lei do erro médico que não gera consenso. O jornal fala também de arte em saldo.

O Ponto Final publica fotografia de Chui Sai On e diz “Palavra de Chefe” a propósito da fábrica de panchões da Taipa. Chui diz que vai haver consequências pelas ilegalidades da permuta dos terrenos. 

 

Jornais de Macau em língua inglesa

Investimento público estimula competitividade, afirma Chefe do Executivo é o que sublinha a manchete do Macau Post Independent.

O Business Daily puxa para manchete o caso da fábrica de panchões da Taipa – “Chefe do Executivo dissipa questão da propriedade”. Chui garante que o secretário das Obras Públicas está a acompanhar este caso investigado pelo CCAC.

O Macau Daily Times observa , nas gordas, que o fim de uma revista crítica do regime chinês significa o virar de página de uma era. A Xin Jinping não vai sobreviver, nota o editor. Com foto, o jornal observa que há cada vez mais cães vadios em Coloane, aumentam os animais abandonados. 

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O South China Morning Post dá eco às palavras do director do Gabinete de Ligação em Hong Kong sobre as eleições legislativas. “Pró-independentistas devem ficar de fora da legislatura”. E ainda na primeira, “Trinta pescadores e deputados taiwaneses na ilha de Taiping para reclamar soberania e direitos de pesca”.

No China Daily, o director do Gabinete de Ligação diz que Hong Kong precisa de conhecer os limites políticos. Na manchete, “Enfrentar o dilúvio, Xi diz à nação” por causa do mau tempo que afecta a China de norte a sul.

Já o The Standard  entrega o destaque à condição crítica em que se mantêm os residentes de Hong Kong feridos no ataque, num comboio da Baviera, Alemanha.