Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Manuela António: No caso Ao Man Long “houve conluio”
Sábado, 16/07/2016

Manuela António lembra que no caso Ao Man Long, “ele foi, na administração, a única pessoa que foi responsável, quando a administração tem uma hierarquia, desde o chefe de secção, chefe de departamento ou director”.

 

Questionada sobre se o antigo secretário não terá actuado sozinho, a advogada diz que “é evidente (...) ou pelo menos sem a complacência, porque qualquer pessoa que recebe ordens ilegais tem que recusá-las e dar conhecimento de que está a receber ordens ilegais”.

 

“O director das Obras Públicas na altura não fez isso e depois foi para o tribunal dizer que lhe doía o coração. É evidente que houve complacência e conluio com outras pessoas”, acrescenta a advogada.

 

Manuela António mostra-se preocupada com o que se passa em Macau, pois “está a aproximar-se cada vez mais do primeiro sistema”, e do primeiro sistema “como o conhecemos há anos e não da China dos dias de hoje”, nota.

 

O programa Rádio Macau Entrevista foi emitido ao meio-dia e pode ser ouvido na página da rádio.