Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 07/07/2016

A consulta pública sobre novas regras do ensino técnico-profissional e o retomar da venda de aves vivas nos mercados de Macau são alguns dos temas hoje em destaque na imprensa local. Nos jornais de Hong Kong, as cheias na China são um dos temas em comum.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O jornal Ou Mun conta que até ao final do ano vai entrar em vigor o alerta para turistas. Segundo a directora dos Serviços de Turismo o alerta vai ter três níveis.

 

O Va Kio puxa para manchete o retomar da venda de aves vivas nos mercados. Os mercados foram sujeitos a uma limpeza completa para receber hoje mais de nove mil galinhas e pombos.

 

Ou Mun Tin Toi

A Rádio Macau em língua chinesa dá conta esta manhã que Seac Pai Van vai contar com um programa de reciclagem de resíduos alimentares. É o primeiro local em que a medida vai ser implementada. Os Serviços de Protecção Ambiental estimam que o programa entre em funcionamento no terceiro trimestre.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

“Ensino com face” titula o Hoje Macau. O Governo quer mudar o rosto do ensino técnico-profissional. As mudanças surgem na sequência de um relatório de Xangai. Em foco ainda Hamlet no Cabaret no Centro Cultural de Macau.

 

O Jornal Tribuna de Macau conta que “um dos principais bancos pode ir para a Santa Casa”, para o local onde está agora o 1º Cartório Notarial. O jornal revela que “Governo não paga estragos em Templo de A-Ma”.

 

O Ponto Final escreve em manchete “Governo vai reformar ensino técnico-profissional”. Os Serviços de Educação esperam levar uma proposta de revisão durante o próximo ano. Em outra chamada de capa lê-se “aeroporto com pista renovada para receber mais visitantes”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Business Daily puxa para destaque o aumento do número de passageiros no Aeroporto Internacional de Macau. Em Junho foram 540 mil, o que representa uma subida anual de 19 por cento. Em foco ainda a semana da tecnologia: projectos dos estudantes receberam 585 mil patacas de subsídios para mostrar o que valem.  

 

No Macau Daily Times hoje um trabalho com Pansy Ho, co-presidente da MGM China. O jornal titula “a parceria com a MGM resorts é ‘um casamento de sonho’. Em nota de rodapé lê-se que “Pequim quer livreiro, mas Hong Kong diz que nem pensar”.

 

O Macau Post Daily destaca a consulta pública sobre as novas regras do ensino técnico-profissional. Na primeira página o jornal publica ainda uma fotografia do primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, nas operações de assistência às vítimas das cheias do rio Yangtze.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

Na primeira do China Daily está primeiro-ministro chinês que tem estado a visitar locais afectados pelas cheias. Li Keqiang pede atenção à subida das águas. Em foco ainda os exercícios militares da China com os Estados Unidos: China está melhor preparada para missão no Pacífico, escreve o jornal.

 

As cheias na China fazem também a manchete do South China Morning Post. O jornal publica uma imagem do primeiro-ministro chinês a inteirar-se da situação em Wuhan numa altura em que  super tufão ameaça as zonas já devastadas pelas cheias. Ainda o caso dos livreiros: “Mais precisa de ser feito, diz Hong Kong à China”, titula o jornal.

 

O Standard, no topo da página, escreve sobre as críticas a Tony Blair, antigo primeiro-ministro britânico, por causa da guerra no Iraque.