Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Oficinas do Metro podem custar 1,4 mil milhões de patacas
Terça, 05/07/2016

Entre 888 e 1,4 mil milhões de patacas é quanto vai custar a nova empreitada da superestrutura do Parque de Materiais e Oficina do Metro Ligeiro. Aconteceu esta manhã o acto público de abertura de propostas com seis empresas a serem admitidas, depois da desistência da Sociedade de Engenharia Soi Kun.

 

As propostas apresentadas variam, então, entre os 800 milhões e os 1,385 mil milhões de patacas.O prazo máximo para a execução da obra é de dois anos e dois meses. A Companhia de Fomento Predial Sam Yau apresentou a proposta mais elevada no valor de 1,385 mil milhões de patacas.

 

A China Road and Bridge Corporation, uma das maiores empresas estatais chinesas, apresentou a segunda proposta mais económica: 912 milhões de patacas. A Sociedade de Investimentos e Fomento Imobiliário Chon Tit, a Companhia de Construção e Engenharia Civil China (CCECC), a Companhia de Engenharia e de Construção da China e a Companhia de Construção e Engenharia Omas - com o orçamento mais baixo de 888 milhões de patacas - são as restantes empresas que se apresentaram a concurso.

 

O Gabinete para as Infra-estruturas dos transportes prevê que a empreitada possa ser reiniciada no 4.º trimestre deste ano, criando de 550 postos de trabalho.

 

 A construção do Parque de Materiais e Oficina do Metro está num impasse depois de o Governo ter decidido romper o contrato com  o anterior empreiteiro, um consórcio formado pela Top Builders e pela Mei Cheong.

 

O Governo decidiu criar prémios para estimular a conclusão da obra dentros dos prazos previstos, 8 por cento do valor total da empreitada. O parque de materiais e oficinas é essencial para que o segmento da Taipa entre em funcionamento em 2019.