Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Lei do erro médico protege os próprios médicos
Sábado, 02/07/2016

Larguito Claro, antigo director dos Serviços de Saúde, defende a lei do erro médico que considera servir para proteger os profissionais de saúde.

 

“A lei do erro médico é para proteger toda a gente, inclusive o médico. Acho que os médicos não estão assustados com isso. Se estão, não devem estar. Essa lei também os protege. Agora, uma coisa que se pode levantar aqui, os médicos que trabalham no sector público estão seguros? Têm seguros? Se calhar não têm. Devia ter? Deviam”.

 

Para Larguito Claro, a não se deve confundir erro médico com negligência.

 

O antigo director dos Serviços de Saúde de Macau (entre 1993 e 1999) é o convidado do programa Rádio Macau Entrevista que vai para o ar ao meio-dia.