Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

PSP rejeita má conduta em caso de jovem sem identificação
Quarta, 29/06/2016

A Polícia de Segurança Pública reagiu hoje às acusações de uma mãe que relatou que a filha de 13 anos foi detida e mal tratada pelas autoridades, por não ter com ela um documento de identificação.

 

Em comunicado, a PSP explica que o agente que detectou a jovem sem identificação durante uma operação STOP na Praça Ferreira do Amaral levou-a para uma carrinha da polícia, procurando que ela se sentasse num lugar junto à porta e sem ninguém ao lado. A PSP garante que durante o tempo em que a jovem esteve no interior da carrinha, houve sempre um agente por perto. A PSP assegura ainda que a jovem permaneceu calma e só começou a chorar depois da chegada da mãe. Após a confirmação da identificação da jovem, ela foi entregue à mãe.

 

Todo o processo, adianta o comunicado, teve a duração de 25 minutos. A PSP rejeita as acusações de má conduta e garante que neste caso, os agentes “apenas cumpriram as competências conferidas por lei, e praticaram a lei, com uma atitude imparcial e justa, conforme o procedimento estabelecido, não se tendo verificado qualquer irregularidade”.