Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 28/06/2016

As critícas à prisão preventiva em excesso, os resultados do concurso para compra de habitações económica e a abertura do Wynn Palace são temas hoje em destaque na imprensa local. Em Hong Kong, hoje, CY Leung dá uma entrevista ao South China Morning Post.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

Os resultados do concurso para compra de habitações económica são hoje o grande tema do dia nos principais jornais em língua chinesa. O Ou Mun e o Va Kio fazem hoje manchete com os dados do Instituto de Habitação: mais de metade dos candidatos ficaram de fora.

Das 300 famílias interessadas em adquirir uma fracção económica, apenas 148, ou seja 49 por cento, pode faze-lo. Há 53 famílias ainda com hipóteses, desde que entreguem documentos em falta.

 

Ou Mun Tin Toi

O mau tempo que surpreendeu Macau esta manhã esteve em destaque nas primeiras notícias do dia na Ou Mun Tin Toi. O aviso de trovoadas foi cancelado às 9h30 e foi substituído pelo sinal de chuva intensa, que, entretanto, também já foi cancelado.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Hoje Macau escreve “Jardins proibidos”: parque infantil dos Ocean Garden é zona de risco. Grupo de mães escreve a Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais a pedir a requalificação do espaço. Em foco ainda uma entrevista à pintora Natália Gromicho: “Marcada pela imperfeição” é a chamada de capa.

 

“Terminal de Pac On entregue aos poucos” titula o Jornal Tribuna de Macau. Direcção dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água (DSAMA) já assumiu a gestão de algumas instalações do Terminal Marítimo de Passageiros da Taipa. No destaque fotográfico, o jornal escreve “Advogados criticam excesso de preventiva”.

 

Na capa do Ponto Final lê-se “Preventiva em excesso”. Um em cada cindo reclusos em Macau ainda não foi sujeito a julgamento. O jornal puxa igualmente para destaque “Os novos filhos da terra” – As crias de panda gigante nascida domingo em Macau deverão crescer no território, segundo a secretária Sónia Chan. 

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Business Daily titula “Carta para o secretário”. A Uber Macau apela aos utilizadores do serviço para escreverem a Raimundo do Rosário, secretário para os Transportes e Obras Públicas, com o objectivo de mostrarem que a plataforma é útil. Assim, pode ser criada legislação para enquadrar a empresa no território. O jornal destaca ainda a abertura do Wynn Palace a 22 de Agosto.

 

O Macau Daily Times faz a manchete, com direito a fotografia, da abertura do novo empreendimento da Wynn Macau no Cotai. A empresa anunciou que o Wynn Palace abre portas a 22 de Agosto. O jornal adianta ainda que o serviço da Uber está a registar um aumento não só no número de utilizadores, como também de motoristas.

 

No Macau Post Daily, a actualidade local é marcada pelo Programa de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Contínuo. A nova fase vai durar 3 anos, segundo anunciou o Executivo. O jornal escreve ainda sobre o acordo entre a União Europeia e os Estados Unidos, apesar do Brexit.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

No China Daily, o primeiro-ministro Li Keqiang acena na chegada ao palco do Fórum Económico Mundial. Em destaque, a ideia de que a China enfrenta enormes pressões, mas o ambiente é de optimismo. Para Li Keqiang a economia chinesa vai ultrapassar todos os obstáculos. Em título secundário, as disputas no mar do Sul da China. Os peritos querem que as Filipinas se cheguem à mesa das negociações.

 

O South China Morning Post sai hoje com uma entrevista exclusiva ao Chefe do Executivo de Hong Kong. CY Leung assume uma posição clara em relação às detenções de residentes de Hong Kong na China. Diz o governante que as autoridades do país devem seguir as mesmas regras do que qualquer outra jurisdição internacional e informar Hong Kong da detenção. Na imagem de capa, a última homenagem ao bombeiro Thomas Cheung, que perdeu a vida em um dos mais difíceis incêndios que deflagrou em Hong Kong.  

 

No Stantard, ainda os efeitos de uma Europa a 27. O jornal escreve que o Brexit atingiu fortemente os mercados e que a libra desceu para níveis históricos.