Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

João Miguel Barros critica número de reclusos em preventiva
Segunda, 27/06/2016

O advogado João Miguel Barros diz que “se abusa um bocado da prisão preventiva em Macau”. A declaração surge no dia em que a agência Lusa noticiou que um quinto dos reclusos está nestas condições.

 

João Miguel Barros defende alternativas, como a introdução da pulseira electrónica. “Em Portugal, há uma sobrelotação das prisões muito grande, mas começa a haver por parte dos magistrados uma cultura de tentar arranjar alternativas à prisão. A pulseira electrónica é um exemplo”, indica à Rádio Macau.

 

“Ter de passar por essa experiência [de prisão preventiva], é muitas vezes complicado, para o futuro e para a vida. A nível do sistema prisional há muito trabalho a fazer e era importante pensar seriamente no modo como se utiliza a prisão preventiva em Macau”, sublinha o advogado.