Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Brexit: Sombras sobre a economia e bónus nas taxas de juro
Sexta, 24/06/2016

O economista José Isaac Duarte diz que a quebra abrupta nos mercados bolsistas é consequência de um resultado inesperado para a maioria dos observadores e agentes económicos.

 

“Há alguma surpresa e essa surpresa traduz-se numa grande instabilidade nos mercados financeiros internacionais porque os agentes financeiros estão a lidar com uma situação que a maior parte deles não antecipou e não estava à espera. A questão que se coloca é saber é como é que estes agentes que são afectados por isto vão a reagir, com maior ou menor tranquilidade e cabeça fria, a uma situação que é inesperada e que cria um quadro completamente novo para o desenvolvimento da União Europeia e das relações da UE com o resto do mundo”, afirmou José Isaac Duarte, em declarações à Rádio Macau.

 

Nuno Ribeiro, economista e director-geral do BNU, acrescenta que a saída do Reino Unido são más notícias para a economia europeia e mundial, que antecipa  para a economia europeia uma diminuição do investimento e uma queda nas taxas de crescimento económico.

 

“Tudo isto vai ter efeitos negativos na economia europeia, na economia britânica e também na economia mundial no seu todo. A Europa representa uma boa parte da economia mundial e qualquer efeito negativo na Europa tem reflexos no que se passa na economia mundial”, acrescenta.

 

Nuno Ribeiro antecipa ainda assim um efeito positivo para os clientes dos bancos em Macau: a descida das taxas de juro nos empréstimos como consequência da actuação da Reserva Federal Americana.

 

“Aqui para Macau poderá haver um efeito positivo ao nível das taxas de juro que os nossos clientes têm que pagar por empréstimos. Já não se prevê que os Estados Unidos subam as taxas de juro e que Macau e Hong Kong tenham que acompanhar essa subida. É muito natural que a Reserva Federal Americana, depois deste evento, decida que não têm que subir as taxas de juro”, aponta.

 

Outra consequência de curto prazo é a queda acentuada na Libra e no Euro. Nas horas seguintes a ser conhecido o resultado do referendo as duas divisas registaram quedas acentuadas na comparação com o dólar.

 

A longo prazo, Nuno Ribeiro antecipa também um efeito negativo nas exportações chinesas para a União Europeia, uma vez que a Inglaterra era o principal apoiante da não existência de tarifas sobre as trocas comerciais entre a Europa e a China.

 

Mudanças que também poderão afectar Macau, admite José Isaac Duarte. “Será mais importante para Macau no futuro a forma como se vai fazer a relação entre um Reino Unido que já não faz parte da União Europeia com a China. Mas isso é um filme para ver no futuro, que ainda está a ser escrito”, disse, em declarações à Rádio Macau.