Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 22/06/2016

A reunião anual entre Guangdong e Macau e a aprovação da lei para o regime não obrigatório de previdência central são alguns dos assuntos em detaque na imprensa de hoje. 

 

Jornais de Macau em Língua Chinesa

O Ou Mun dá conta da detenção de dez ilegais. O jornal adianta que à chegada a um hotel os homens foram interceptados pela polícia e ainda tentaram fugir. 

 

O Va Kio escreve hoje sobre a conferência conjunta de cooperação Guangdong-Macau. Foram assinados 12 protocolos de cooperação, entre os quais um documento de intenções em relação à cooperação na política "Uma faixa, uma rota". 

 

Canal Chinês da Rádio Macau

Esta manhã na Ou Mun Tin Toi falou-se sobre o corredor exclusivo para autocarros entre a Barra e a Doca Lam Mau. O balanço feito pelos Serviços para os Assuntos de Tráfego e Polícia de Segurança Pública é positivo. 

 

 

Jornais de Macau em Língua Portuguesa

 “À beira de um ataque de nervos” é a manchete do jornal Hoje Macau que dá conta do stress de alunos na preparação para o exame unificado que condiciona o acesso dos alunos ao ensino superior. O director do Centro de Educação Unnamed diz que os alunos estão mais preocupados com o medo de reprovar.

 

No Ponto Final “Cantão quer investimento Lusófono” é o principal destaque. Na edição de 2016 da conferência de cooperação conjunta Guangdong-Macau o governador da província chinesa garantiu que as autoridades provinciais estão atentas aos investimentos dos países lusófonos e esperam que possa vir a aumentar.

 

“Euro 2016 penaliza casinos” é a manchete do jornal Tribuna de Macau, que refere que as receitas brutas poderão atingir este mês o volume mais baixo desde Setembro de 2010 devido ao impacto das apostas nos jogos do Campeonato Europeu de Futebol. Em entrevista ao jornal, o académico Francisco José Leandro diz que o Reino Unido não faz sentido sem a União Europeia. 

 

Jornais de Macau em Língua Inglesa

No Macau Daily Times, o homem mais rico de Hong Kong, Li Ka-shing deixa avisos em relação à possível saída do Reino Unido da União Europeia. “Espero obviamente que o Reino Unido permaneça na União Europeia”, afirmou o magnata numa rara entrevista ao canal de televisão à Bloomberg. 

 

O Business Daily conta que o custo de vida está a cair: o indíce de preços ao consumidor desceu para os níveis mais baixos desde Augusto de 2010.  O jornal refere também que a Universidade de Macau caiu dez posições no ranking da Times Higher Education das melhores universidades aisáticas, ocupando agora o lugar 50.

 

O Macau Daily Post diz que o regime de previdência não obrigatório foi finalmente aprovado depois de dois dias de debate na Assembleia Legislativa. Na Assembleia, o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura disse que estava confiante que o Governo vai conseguir convencer as maiores empresas da cidade a integrarem o fundo. 

 

Jornais de Hong Kong em Língua Inglesa

O China Daily dá conta da morte de um bombeiro no combate a um incêndio em Kowloon Bay. Noutra chamada de capa lê-se que Li Keqiang, primeiro-ministro chinês, quer fortalecer o sector financeiro para apoiar a economia.

 

No destaque fotográfico do South China Morning Post também a imagem do combate ao incêndio em Ngau Tau Tok. Em foco ainda CY Leung que pressiona Pequim para dar resposta sobre o caso dos livreiros desaparecidos. 

 

O incêndio ontem em Hong Kong merece a chamada de capa do Standard. O jornal diz “bombeiro morre no inferno”.