Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 16/06/2016

A decisão do Governo de manter, para já, a venda de galinhas vivas e a investigação a vários elementos da Associação Novo Macau por causa da manifestação de 15 de Maio são alguns dos assuntos em destaque na imprensa de hoje.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O jornal Ou Mun e o Va Kio têm em manchete a decisão do Governo de manter a importação de aves vivas. Na consulta pública sobre a substituição de galinhas vivas por refrigeradas, conduzida entre Novembro e Dezembro de 2015, 42 por cento da população disse estar contra o fim da importação de aves vivas e apenas 24 por cento apoiou a medida do Executivo que fica, assim, na gaveta.

 

O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais diz agora que vai reforçar a informação à população sobre a maior segurança dos produtos congelados, promovendo o diálogo com a indústria para que sejam respeitados todas as regras de segurança na importação de animais vivos.

 

Ou Mun Tin Toi

No canal chinês da Rádio Macau é notícia o pedido dos Serviços de Saúde dirigido às companhias áreas que utilizam o aeroporto de Macau e que trazem passageiros de zonas afectadas pelo vírus Zika. A partir de agora, e seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde, as companhias aéreas vão ter desinfectar os aviões e apresentar ao respectivo certificado de desinfecção às autoridades aeroportuárias.

 

Jornais de Macau em Língua Portuguesa

“Desobedientes e inconformados” é a manchete do jornal Ponto Final que conta que Scott Chiang e vários outros membros da Associação Novo Macau foram intimados pela Polícia de Segurança Pública para se apresentarem às autoridades. Os activistas deverão ser acusados de desobediência na sequência do protesto que aconteceu a 15 de Maio em que a associação exigiu a demissão de Fernando Chui Sai On.

 

A manchete do Hoje Macau também é dedicada ao mesmo assunto: “Na lista dos convocados” é a manchete. O presidente da Associação Novo Macau, Scott Chiang, diz “desconhecer as razões da convocatória” de vários elementos da Associação Novo Macau mas em causa deverão estar as manifestações promovidas a 15 de Maio.

 

A polémica em torno da mudança do cartório do Largo do Senado para a zona Norte é o principal destaque do jornal Tribuna de Macau. Jorge Neto Valente e Carlos Marreiros estão contra a decisão do Governo e Marreiros fala mesmo numa decisão “suspeita”.  O jornal dá também conta da saída de Chang Hexi do cargo de Secretário-geral do Secretariado Permanente do Fórum Macau.  A saída deverá ser concretizada antes da Quinta Conferência Ministerial  do Fórum.

 

Jornais de Macau em Língua Inglesa

O Macau Post Daily noticia que a venda de galinhas vivas vai continuar por agora. O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais admite, no entanto, que no futuro a venda de aves vivas deverá mesmo ser proibida como medida de precaução para combater as gripes aviárias.

 

O Macau Daily Times noticia a intenção James Packer de fazer um spin-off dos negócios que opera fora da Austrália, incluíndo as participações que tem na Melco Crown Entertainment em Macau. A reformulação no grupo do empresário australiano acontece pouco tempo depois de ter diminuído a participação accionista na Melco Crown Entertainment.

 

“Charme de Timor Leste” é a manchete do jornal Business Daily. Num seminário em Macau vão ser apresentadas as oportunidades de negócio num país que destaca a localização estratégica, as políticas de incentivo e a juventude da população como argumentos para atrair o investimento externo.  

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

No South China Morning Post e no China Daily a foto de primeira página é da Disneylândia em Shanghai que abre hoje oficialmente as portas. O Presidente da Disney, Bob Iger, diz que a China representa uma oportunidade enorme para a empresa. No primeiro ano são esperados mais de sete milhões de visitantes. O parque começou a funcionar de forma provisória em Abril e abre hoje oficialmente as portas.

 

No China Daily está ainda em destaque a sentença proferida contra o filho e a mulher do antigo responsável máximo da segurança do país, Zou Yongkang. Acusados de negócios ilegais os dois foram condenados a penas de 18 e nove anos de prisão.

 

No Standard: “Taxistas preparados para bloquear as estradas contra plano do Governo”. O Governo de Hong Kong anunciou a intenção de lançar um novo serviço de táxis de maior qualidade de forma a melhorar o serviço prestado na cidade. Os planos não agradam aos taxistas de Hong Kong que se dizem dispostos a bloquear estradas para travar as ideias do Governo.