Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 14/06/2016

Os planos do Governo para o sistema de pensões e os preparativos em Macau para assistir à estreia da selecção portuguesa no Europeu de Futebol são alguns dos temas em destaque na imprensa local.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

As declarações de ontem do presidente do Fundo de Segurança Social, Iong Kong Io, preenchem por completo a primeira página do jornal Va Kio. O diário dá destaque às razões do Governo para afastar a criação de um regime de previdência central obrigatório para patrões e trabalhadores. Iong Kong Io diz que a medida iria pressionar as pequenas e médias empresas.

 

Há, no entanto, o compromisso de, dentro de três anos, estudar a viabilidade de as pensões passarem a ser obrigatórias – é esta a manchete do Ou Mun. O jornal coloca também em evidência o contexto de abrandamento económico em Macau para explicar o carácter facultativo do regime.

 

Ou Mun Tin Toi

No canal chinês da Rádio Macau, a manhã informativa traz más noticias para a Universidade de Macau. A instituição de ensino superior caiu ligeiramente no ranking universitário QS para a região da Ásia: a universidade surge este ano na posição 163; em 2015 ficou dois lugares acima. Singapura lidera o ranking, seguida da Universidade de Hong Kong.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

A cirurgia estética é o tema principal do Hoje Macau. Com a manchete “Encanto fatal”, o jornal alerta para uma situação de vazio legal que deixa a “saúde no fio da navalha”, uma vez que “basta uma licenciatura em medicina para efectuar uma intervenção estética, mesmo que não seja a sua especialidade”. Na fotografia de capa, “Um esboço do coração”, com o artista plástico Alexandre Baptista, que expõe, a partir de amanhã, no Albergue da SCM.

 

“Macau acredita”, diz o Ponto Final, que faz manchete com o Campeonato da Europa de Futebol e traz Cristiano Ronaldo à capa. A selecção portuguesa estreia-se esta madrugada na fase final do Euro 2016. As propostas dos deputados Ng Kong Chong e Au Kam San para capitalizar o Fundo de Segurança Social são o segundo tema em destaque.

 

No Jornal Tribuna de Macau, o título principal é um ponto de situação sobre os promotores de jogo. Diz o diário que “50 junkets licenciados estão inoperacionais” por “não terem conseguido adaptar-se às novas condições e exigências de um sector onde, cada vez mais, impera a lei do mais forte”. Destaque ainda para o turismo: “Jovens vão ser guias em bairros antigos”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

O Macau Daily Times dá hoje destaque à revisão da lei eleitoral para a Assembleia Legislativa. O jornal faz manchete com a posição da Associação Novo Macau que defende que deve haver igualdade de tratamento para todos os candidatos. A presença de Macau no Instagram faz a fotografia de capa: a cidade tem já quase dois milhões de posts na rede social.

 

No Business Daily, a imagem de capa faz-se participantes nas feiras organizadas em Macau. O número de   visitantes caiu cerca de 50 por cento, para cerca de 125 mil pessoas. Os dados são dos Serviços de Estatística e Censos. O jornal chama também à primeira página o regime de previdência central não obrigatório: o Governo espera que o sistema sirva 100 mil residentes em três anos.

 

A conferência de imprensa do presidente do Fundo de Segurança Social é também o principal tema do Macau Post Daily. O jornal diz em manchete que o regime é facultativo por causa da actual conjuntura económica. Ontem foi dia de apagar as luzes em Macau e a campanha de conservação energética é assinalada pelo jornal com uma fotografia do casino Grand Lisboa com os neónes desligados.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

Em Hong Kong, a visita de Angela Merkel à China continua a ter honras de primeira página na imprensa local. A chanceler alemã faz a foto do China Daily, ao lado do Xi Jinping. O Presidente da República Popular diz à União Europeia que é altura de parar com as medidas antidumping contras empresas chinesas.


No South China Morning Post, um regress. O ex-Chefe do Executivo, Donald Tung, exorta o Executivo local a formar uma aliança política forte com os grupos pró-Pequim. Ainda na primeira página do jornal, uma imagem de um casal homossexual em frente à Casa Branca, nos Estados Unidos. O massacre em Orlando é um tema em destaque na edição de hoje.

 

Já o Standard tem hoje como manchete a condenação de três enfermeiras por negligência médica. As profissionais, que estão já com a licença de actividade suspensa, foram responsabilizadas pela morte de um paciente do Hospital de Kowloon, em 2011.