Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Macau prolonga suspensão à compra de produtos do Japão
Quarta, 13/04/2011
O Governo de Macau decidiu prolongar a suspensão temporária à importação de produtos alimentares de algumas regiões do Japão. É a reacção das autoridades da RAEM à subida do nível de gravidade do acidente nuclear na central de Fukushima.

O Executivo estende mesmo os limites da origem dos produtos a mais sete distritos, subindo assim de cinco para 12 o número de distritos japoneses dos quais a RAEM deixa de importar alimentos. A decisão foi tomada depois de o Grupo de Coordenação de Segurança dos Produtos Alimentares ter reunido na última noite.

Uma nota de imprensa do Gabinete de Comunicação Social diz que Fernando Chui Sai On continua a acompanhar atentamente o evoluir da situação no Japão, tendo já determinado um reforço da fiscalização à entrada de alimentos no território. O objectivo é “salvaguardar a saúde e segurança da população”.