Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quarta-feira)
Quarta, 08/06/2016

O caso de alegada fraude na compra de habitação em Zhuhai e a detenção de um homem de 21 anos por atentado ao pudor de duas jovens adolescentes são alguns dos destaques da imprensa de hoje.

 

Jornais de Macau em Língua Chinesa

No jornal Ou Mun está em grande destaque o cancelamento do acto de abertura de propostas no concurso público para a gestão da ETAR da Areia Preta. Em causa um processo judicial que corre no Tribunal de Segunda Instância e suspendeu a eficácia do concurso público. A empresa CELS-Asia é actual concessionária da gestão da ETAR e que termina o contrato em Setembro deste ano.  

No Jornal Va Kio tem honras de manchete a detenção de um homem de 21 anos que se despiu em frente a duas raparigas adolescentes. O caso aconteceu na semana passada, no centro da cidade, mas a detenção aconteceu apenas ontem.

 

No canal chinês da Rádio Macau

A Ou Mun Tin Toi destaca os números mais recentes do Sector Industrial Exportador: mais de 50 por cento das empresas inquiridas afirmam terem falta de trabalhadores. O sector dos “Produtos Farmacêuticos” é onde há maior procura de mão-de-obra.

 

Jornais de Macau em Língua Portuguesa

“Siza, naturalmente conformado” é a manchete do jornal Ponto Final. O arquitecto português Álvaro Siza Vieira disse aceitar com naturalidade o facto de o Governo ter retirado o convite que lhe tinha apresentado para a requalificação da zona do antigo Hotel Estoril. “Unidos contra a fraude” é o outro destaque sobre os residentes de Macau que se dizem enganados na compra de habitação em Zhuhai.

O jornal Hoje Macau conta que a cerca de dois meses do fim da sessão legislativa há deputados que manifestam preocupação com a necessidade de aperfeiçoamento e aprovação de vários diplomas. Tabaco, erro médico, renovação urbana ou lei dos animais são alguns dos exemplos dados. “Barcos-dragão lendas do mar”, é outro dos destaques de primeira, uma competição que também serve para reforçar os laços de unidade na sociedade.

O Jornal Tribuna de Macau faz manchete com o pedido feito à Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal a solicitar a vinda de párocos que possam acompanhar a comunidade portuguesa em Macau. O caso de alegada fraude na compra de habitações em Zhuhai também tem honras de primeira: “Casas em Zhuhai não tinham floresta” é o título.  

 

Jornais de Macau em Língua Inglesa

O Macau Post Daily também em primeira página a detenção do homem de 21 anos que se despiu em frente a duas adolescentes. Na primeira página o jornal refere também os serviços de Alfândega detectaram três casos de entrada de ilegais em Macau.

“Pesadelo em Zhuhai” é a manchete do jornal Business Daily, referência ao caso de um grupo de residentes de Macau que diz ter sido enganado na compra de habitação em Zhuhai. “Receberam promessas de propriedades luxuosas e grandes investimentos. Em troca receberam problemas sem fim e pesadelos”, refere o jornal.

O Macau Daily Times diz que os britânicos em Macau querem que o Reino Unido fique na União Europeia. A fotografia da primeira página também é dedicada aos residentes de Macau que se queixam de terem sido enganados. Estes residentes recorreram ao deputado Pereira Coutinho para pedir ajuda ao Chefe do Executivo de Macau.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

Na imagem de primeira do South China Morning Post, o Metro de Hong Kong às escuras. A falha de energia durou mais de seis horas. A falha ficou a dever-se a um curto-circuito. No diálogo estratégico entre Estados Unidos e a China, os dois países acordaram em medidas para corrigir o excesso de produção de aço e também para reforçar as sanções à Coreia do Norte. Em relação aos conflitos no Mar do Sul da China não houve qualquer avanço.

No China Daily, Xi Jinping vira atenções para a reunião do G-20 que vai acontecer na China em Setembro. O Presidente Chinês espera concertar posições com o presidente americano durante o encontro que vai juntar as 20 maiores economias do mundo.

O Standard dedica grande parte da primeira página à descida dos preços dos combustíveis em Hong Kong. A empresa Sinopec desceu ontem os preços em 14 por cento, na sequência de muitas críticas dos consumidores de Hong Kong.