Em destaque

26 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.0301 patacas e 1.1139 dólares norte-americanos.

Siza Vieira aceita decisão do Governo sobre Hotel Estoril
Terça, 07/06/2016

Um ano depois de ter sido convidado para requalificar o antigo Hotel Estoril, o arquitecto português  Álvaro Siza Vieira diz aceitar “naturalmente” a decisão do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura de entregar o projecto através de concurso público. Alexis Tam justificou a mudança de planos com o grande interesse dos arquitectos locais em participar na obra.

 

Numa breve declaração por escrito à TDM, Álvaro Siza Vieira, vencedor do prémio Pritzker, diz ter “tomado conhecimento da decisão” do Governo de Macau em organizar “um concurso para o projecto” - uma decisão que “aceitou” com naturalidade, facto que já comunicou a Alexis Tam.

 

Já a Associação dos Arquitectos de Macau aplaude a decisão do secretário. Ben Leong, secretário-geral da organização, diz que a abertura de concurso público traz várias vantagens. Por um lado, será mais fácil a opinião pública aceitar o destino que será dado ao imóvel: as opiniões dividem-se entre a demolição e a preservação da fachada modernista. Por outro, é dada uma oportunidade aos arquitectos locais. “É preciso que os arquitectos de Macau tenham a hipótese de participar no projecto. É muito importante dar mais oportunidades aos mais jovens. Por isso, a ideia do concurso público não é má. Se o projecto do conceituado arquitecto for bom fica, então, com todas as hipóteses de ganhar. Esta é uma decisão mais justa para todos.”

 

Este será o primeiro concurso de arquitectura aberto em Macau depois de 1999. O projecto da Biblioteca Central, previsto para o edifício do antigo tribunal, arrancou também com um concurso de ideias, mas foi suspenso por suspeita de irregularidades.

 

O Governo acabou por desistir do concurso e o projecto está a ser agora feito pelo Instituto Cultural. Ben Leong diz que a Associação de Arquitectos também defendeu a abertura de concurso neste caso, tendo o Governo decidido em sentido contrário.

 

Para o concurso do Hotel Estoril, Ben Leong recomenda que o júri seja composto por arquitectos de renome internacional.