Em destaque

18 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20602 patacas e 1.1314 dólares norte-americanos.

ETAR: CESL Asia é autora do processo que suspendeu concurso
Terça, 07/06/2016

A empresa CESL-Asia está na origem do processo judicial que suspendeu o concurso público para a gestão da ETAR da Areia Preta, apurou a Rádio Macau.

 

O processo está a correr no Tribunal de Segunda Instância mas os fundamentos da acção não são ainda conhecidos. Decretada a suspensão do concurso público, o Tribunal de Segunda Instância aguarda que o Gabinete do Chefe do Executivo responda à acção da CESL-Ásia. Caso o Gabinete do Chefe do Executivo invoque o interesse público do concurso público a suspensão fica imediatamente anulada.  

 

A Rádio Macau contactou os Serviços de Protecção Ambiental para obter uma reacção, até ao momento sem sucesso. Também contactado pela Rádio Macau, o Gabinete do Chefe do Executivo disse não ter nada a acrescentar.

 

Como consequência da providência cautelar foi cancelado esta manhã o acto público de abertura de propostas do concurso para a gestão da ETAR.

 

O acto público de abertura de propostas estava marcado para as 9h30 da manhã mas à hora marcada os representantes das empresas concorrentes deram com o aviso à entrada dos Serviços de Protecção Ambiental.

 

Liderada pelo empresário António Trindade, a CESL-Asia é a detentora da actual concessão da ETAR que termina a 30 de Setembro. A exploração da unidade tem sido conturbada desde o início. A concessão atribuída ao consórcio liderado pela CESL-Asia foi contestada em tribunal por duas empresas, entre elas a Va Tech Wabag que é uma das concorrentes à nova concessão.