Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Segunda-feira)
Segunda, 06/06/2016

Os jornais de Macau saem para as bancas com diferentes notícias nas primeiras páginas, nomeadamente a decisão do Governo de não entregar por ajuste directo o projecto de requalificação do antigo Hotel Estoril ao arquitecto Álvaro Siza Vieira ou a eliminação de parquímetros para motociclos em algumas zonas da cidade. Em Hong Kong, a questão do Mar do Sul da China e a gripe das aves são temas que voltam às primeiras páginas.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun coloca em destaque a decisão do Governo de eliminar os parquímetros para motas nos arredores do Hotel Lisboa e também do Parque Central da Taipa. O jornal explica que o Executivo pretende assim promover o estacionamento das motas dentro dos auto-silos.

 

O Va Kio vira atenções para o ambiente. Em título escreve que o Governo vai começar a fazer mais pela reciclagem dos resíduos da cozinha a partir de Junho.

 

Ou Mun Tin Toi

 

O canal chinês de rádio da TDM realça, esta manhã, o director dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos. Fong Soi Kun admite que os níveis de poluição junto às estradas aumentaram e promete encontrar a fonte do problema.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

Uma fotografia do arquitecto Miguel Campina ocupa quase toda a primeira página do Hoje Macau, com o título “o dedo nas feridas”. Em chamadas lê-se “lagos animados”, “galgos - verdes de esperança” e “Hotel Estoril – divisões internas”.

 

O Jornal Tribuna de Macau não saiu hoje para as bancas devido a um “sério problema informático”.

 

A manchete do Ponto Final diz “Estoril sem Siza”. Alexis Tam revelou que a requalificação do Tap Seac já não vai ser entregue por ajuste directo ao Pritzker português. O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura diz que a decisão é “política” e que o grande interesse demonstrado por arquitectos locais justifica a abertura de um concurso público. Ainda em destaque nesta edição, uma entrevista a Maria Ana Bobone - “Fado com futuro dentro”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

No Business Daily lê-se “Cavalgar a boa onda”, a propósito de uma entrevista ao director-técnico da Macau Pass, empresa com cada vez mais adesão. Em rodapé, este jornal económico coloca a pergunta: “já lá chegamos?”, questionando se será que este mês a marcar o início do crescimento das receitas do jogo. Os analistas estão divididos.

 

A manchete do Macau Daily Times é feito com a vigília de Tiananmen que contou com “menos participantes”.  A fotografia destaca Muhammad Ali, o maior pugilista de sempre, que morreu este fim-de-semana.

 

“Novo grupo ecológico pede ao Governo que trate da sobrecarga da Etar de Coloane”, é a manchete do Macau Post Daily. O pedido é do presidente do grupo, Lei Pui Lam, também membro da Assembleia Popular Nacional.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily faz título o aviso de Pequim de que não será permitido que o assunto do Mar do Sul da China atinja o “caos”. A mensagem foi levada a Singapura pelo do chefe da delegação chinesa que participa no Fórum sobre Segurança.

 

O South China Morning Post diz que Carrie Lam quer enfrentar três questões controversas. A secretária-Chefe de Hong Kong quer resolver os problemas da gestão de habitação pública pela imobiliária Link Reit, do aumento das tarifas do metro e ainda do mecanismo de contribuições para o Fundo de Previdência obrigatório.

 

O Standard foca a notícia de que foi parada a venda de galinhas vivas por causa da gripe das aves, H7N9. Uma decisão do Governo que vai afectar o Festival de Barcos de Dragão, que decorre esta semana, escreve ainda este matutino.