Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Estoril: Alexis Tam retira convite exclusivo a Siza Vieira
Sábado, 04/06/2016

O projecto de requalificação do Hotel Estoril já não vai ser entregue por ajuste directo a Álvaro Siza Vieira. A decisão é “política” e foi tomada pelo secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, que, um ano depois de ter convidado o arquitecto português para reconverter o edíficio da década de 1960, justifica a abertura de concurso público com o grande interesse dos arquitectos locais em participar no projecto.

 

Alexis Tam diz que Siza Vieira, distinguido com o prémio Pritzker, foi já informado “por alto” da mudança de planos e será convidado a concorrer contra os arquitectos locais. “Vai ser convidado, em vez de ser adjudicação directa. [O ajuste directo está] de acordo com a legislação. Só que isso foi a ideia do ano passado. Hoje em dia, a situação é diferente porque muitos arquitectos querem concorrer. No fim, é uma questão política”.

 

O secretário explica que recebeu “muitos conselhos e sugestões”, e chegou à conclusão de que “em Macau também há bons arquitectos”. Alexis Tam argumenta ainda que a entrega do projecto através de concurso público é “mais transparente”. “Os arquitectos locais vão ficar muito contentes”, frisa.

 

Em Abril, o gabinete de Alexis Tam adiantava à Rádio Macau que Siza Vieira estaria em Macau entre este mês e o próximo. O anúncio foi feito depois de o Conselho do Património Cultural ter decidido que o Hotel Estoril não tem valor arquitectónico a preservar.

 

O plano é transformar o edifício num centro de actividades criativas para jovens.

 

Alexis Tam falava aos jornalistas depois de ter estreado as gaivotas a pedal da nova zona de lazer de Nam Van. Toda a zona junto ao lago foi requalificada e conta agora com galerias de arte e lojas de design. Há ainda uma biblioteca para troca de livros e um café com esplanada do Instituto de Formação Turística.

 

Ainda este ano, o Instituto Cultural vai abrir concurso público para escolher os concessionários das lojas junto do Lago Nam Van que, como diz Alexis Tam, era, até hoje, “um deserto”.