Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 03/06/2016

A detenção de dois cidadãos russos acusados de levantar dinheiro com cartões bancários falsos e a existência de apostas telefónicas em salas VIP são alguns dos assuntos em destaque na imprensa de hoje.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

Na primeira página do Ou Mun está em grande destaque a agressão a dois funcionários do IACM. Os dois funcionários estavam a fazer inspecções em relação à lei do tabaco quando foram agredidos por um fumador.

 

No Va Kio, outro caso de polícia. Dois russos foram detidos por levantar dinheiro com cartões multibanco falsos. Terão conseguido levantar apenas 16 mil dólares de Hong Kong. Os dois cidadãos foram detidos no momento em que entravam em Macau uma vez que os crimes terão sido praticados da última vez que tinham estado em Macau.

 

Canal Chinês da Rádio Macau

O director dos Serviços de Assuntos Laborais esteve no programa Fórum Macau do Canal Chinês da Rádio. Em declarações esta manhã referiu que a DSAL está preparada para a eventualidade de despedimentos no sector do jogo. O departamento desenvolveu um plano para dar oportunidades de trabalho aos trabalhadores que possam ser dispensados, um plano que passa também pela requalificação profissional.

 

Jornais de Macau em Língua Portuguesa

“A diva e o susto” é a manchete do jornal Ponto Final, que dá conta do desmaio da cantora Sónia Tavares no concerto de ontem à noite no Centro Cultural de Macau. O concerto foi interrompido ao fim de quatro músicas depois da vocalista da banda de Alcobaça se ter sentido mal.

 

Na primeira página do jornal Hoje Macau “A Casa do Polvo” é a manchete, referência aos espaços e edifícios vazios que proliferam na cidade. “Numa luta entre senhorios que querem ganhar mais e uma população sem capacidade para pagar o que é pedido, ninguém fica a ganhar”, escreve o jornal.

 

“Destino turístico para grávidas” escreve o jornal Tribuna de Macau na primeira página. O jornal diz que nos últimos dois anos Macau recebeu 1373 mulheres do Continente que atravessaram a fronteira para dar à luz embora os motivos subjacentes a esta escolha não são claros: há quem aponte para custos mais baixos ou defenda o reconhecimento da qualidade das instituições médicas locais.

 

No semanário Plataforma a primeira página é dedicada à situação no sector do jogo. “(In)Estabilidade e crescimento” é a manchete do jornal: em queda há dois anos os casos perderam em Maio mais 9,6 por cento em termos homólogos mas a indústria está a suster as perdas e os analistas projectam cenários de estabilidade e crescimento.

 

“Comunicar faz parte do Ser da Igreja”, a afirmação é do padre Valdir de Castro, que está na primeira página do jornal O Clarim. Em entrevista ao jornal o Delegado da Guiné-Bissau no Fórum Macau anuncia que a China quer construir barragem no Saltinho.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

Especialistas ouvidos pelo jornal Business Daily recomendam a melhoria nos padrões de construção da habitação pública em Macau. Os especialistas defendem também a criação de um órgão independente para fiscalizar a construção destas unidades de habitação.  O jornal refere também que há salas VIP onde continua a ser realizadas apostas via telefone, sobretudo através auriculares wireless com microfone incorporado.

 

O mesmo assunto está na primeira página do Macau Daily Times: estes aparelhos auriculares são facilmente escondidos por jogadores e estão a ser utilizados em salas de apostas VIP apesar das directrizes do Governo de proibir as apostas por telefone.

 

No Macau Post Daily os dois cidadãos russos que foram detidos por usar cartões multibanco falsos: os suspeitos têm 50 e 36 anos e foram detidos na posse de mais de cem cartões falsos.  Os suspeitos vão ser agora encaminhados para o Ministério Público e enfrentam possíveis acusações de fraude.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O China Daily puxa para manchete o apelo da China aos Estados Unidos: a América deve cumprir a promessa de ser imparcial nos conflitos do mar do sul da China. O apelo acontece a poucos dias do encontro anual de alto nível entre responsáveis chineses e americanos.

 

 O Standard e o South China Morning Post noticiam os despedimentos que aconteceram no Banco do Leste Asiático de Hong Kong. O banco decidiu ontem despedir 180 pessoas, o primeiro grande despedimento colectivo em 14 anos.  Os despedimentos representam 3,8 por cento da força de trabalho do banco, que quer assim reduzir os custos operacionais  numa altura em que o volume das transacções bolsistas de Hong Kong têm descido de forma acentuada.