Em destaque

22 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.20 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Desenvolvimento infantil:espera por diagnóstico vai diminuir
Quarta, 01/06/2016

“Olá amiguinhos. Ainda me lembro de ti. Vem cá, vem cá”. Alexis Tam, secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, está a chamar Chan Kin Wan, um dos “pequenos heróis” do serviço de pediatria do hospital público e que há um ano não conseguia andar. Chan Kin Wan caminhou feliz na direcção do governante, que assinalou o Dia Mundial da Criança com a inauguração do Centro de Avaliação Conjunta Pediátrica.

A unidade funciona no Centro Hospitalar Conde São Januário e terá capacidade para receber por dia entre 12 a 15 crianças com problemas de desenvolvimento. A concentração de serviços, actualmente espalhados entre centros de saúde, Instituto de Acção Social e Serviços de Educação, vai significar menos tempo de espera. “A nossa expectativa é bastante positiva. Antes, não havia este centro de avaliação conjunta. Posso dizer que, a partir de agora, o tempo de diagnóstico e tratamento vai ser reduzido, pelo menos para metade”, estima Alexis Tam. Hoje, há crianças que esperam mais de um ano por um diagnóstico.

O centro destina-se a crianças até aos 6 anos de idade com transtornos de desenvolvimento, como autismo, hiperactividade, deficiências auditivas e visuais, paralisia cerebral ou dificuldades de aprendizagem. Além da avaliação, há serviços de reabilitação.

Alexis Tam admite que há uma grande falta de terapeutas em Macau e anuncia a criação de um curso já no próximo ano para resolver o problema. Vamos formar terapeutas de fala e ocupacionais em Macau, de forma a responder às necessidades de crianças e residentes. Acredito que, nos próximos anos, já iremos ter uma equipa de boa qualidade”

O curso vai funcionar no Instituto Politécnico de Macau, com professores contratados ao exterior.