Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Paulo Chan aposta na “qualidade e integridade”
Quarta, 18/05/2016

“Transformação e inovação” são os dois conceitos-chave que o Governo de Macau quer aplicar no desenvolvimento da indústria do jogo, numa estratégia que passa por duas grandes áreas: diversificação e integridade e qualidade.

 

Numa intervenção na Global Gaming Expo Asia, Paulo Martins Chan, director dos Serviços de Inspecção e Coordenação de Jogos, mostrou-se apostado na melhoria da qualidade do principal sector da economia de Macau, como forma de fazer frente aos desafios.

 

Com as receitas em queda desde Junho de 2014 e com a concorrência de regiões vizinhas, são muitos os desafios que Macau enfrenta. Mas também há oportunidades.

 

No actual cenário, Paulo Chan diz identificar a possibilidade de a indústria do jogo passar por uma “transformação” na qual a “inovação” desempenha um “papel crucial”: “A inovação que pretendemos passa por adoptar formas inovadoras de dar uma nova roupagem à nossa indústria do jogo, como sendo uma indústria que promove o aperfeiçoamento, a integridade e a qualidade”.

 

Segundo Paulo Chan, no que toca à “reformulação” do jogo, os focos do Governo vão ser apontados a duas “grandes áreas”: “acelerar a diversificação e económica” e “integridade e qualidade”.

 

No campo da diversificação, Paulo Chan afirmou que as operadoras vão ser orientadas para aumentar a oferta de elementos não associados ao jogo e para “acelerarem a promoção da cooperação regional no sentido de desenvolverem fortes ligações económicas e criarem oportunidades de integração no turismo”.

 

Já no capítulo da qualidade e integridade, Paulo Chan considerou prioritário “reforçar as leis e regulações” e “melhorar a qualidade geral, em vez da quantidade”.

 

Paulo Chan já antevê o resultado: “Com esta estratégia, não apenas melhoramos a imagem de Macau, como também criamos uma vantagem competitiva sustentável que podemos usar para nos diferenciarmos de outros destinos”.

 

Prometendo trabalhar de perto com “a comunidade”, bem como com as operadoras, Paulo Chan espera que os méritos da qualidade e integridade sejam reconhecidos e inspirem a “confiança” e a preferência dos turistas.