Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Galgos para o Canídromo de Macau retidos em Inglaterra
Sexta, 13/05/2016

Vinte e quatro galgos que tinham como destino o canídromo de Macau foram retidos no aeroporto de Manchester e reenviados para a Irlanda. Segundo informações recolhidas pela ANIMA Macau, a decisão foi tomada pelas autoridades aeroportuárias por causa das condições de transporte em que os galgos seguiam, mas que é atribuída também à pressão pública no Reino Unido e na Irlanda contra a exportação de galgos para o canídromo de Macau. 


Face aos protestos de associações de animais na Irlanda os 24 galgos foram encaminhados para o aeroporto de Manchester. À espera, no entanto, tinham mais uma manifestação de grupos de defesa dos animais. 


“A confusão foi ainda maior em Manchester e o aeroporto acabou por recusar o transporte dos animais argumentando que as caixas em que se encontravam não tinham as condições legalmente exigidas. Os animais foram recambiados para Irlanda de barco outra vez”, disse Albano Martins à Rádio Macau. 


Os 24 galgos eram esperados hoje em Macau onde a ANIMA estava a preparar uma acção de protesto junto aos Cais 27, onde se previa que desembarcassem provenientes de Hong Kong.  Os protestos na Irlanda e em Inglaterra demonstram, para Albano Martins, que o canídromo de Macau está agora na agenda de associações de defesa dos direitos dos animais de vários países.  


“Neste momento é global. As organizações de defesa dos direitos dos animais entreajudam-se e os activistas tentam fazer com o que os animais não sejam transportados para um ambiente onde não são protegidos”, acrescenta. 


O responsável da Anima admite que o canídromo continue a tentar a importar os galgos da Irlanda, o único mercado que neste momento exporta para Macau depois da interdição decidida pela Austrália. Mas a tarefa não será fácil dada a mobilização de grupos da sociedade civil. 


Para 2 de Junho está marcado o encontro da Anima com o ministro da Agricultura Irlandês. A associação de defesa dos direitos dos animais vai tentar convencer o Governo local a interditar a exportação de galgos para Macau.