Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (Quinta-feira)
Quinta, 12/05/2016

As conclusões do relatório intercalar do jogo estão em destaque na imprensa local. Em Hong Kong, os jornais colocam em grande plano a inauguração do Parque de Reserva Natural de Wolong, em Sichuan, que foi financiado pelo Governo da região vizinha.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun destaca o relatório intercalar do jogo, dado ontem a conhecer, com o título “receitas das actividades extra-jogo renderam 23.200 milhões de patacas” em 2014. Ainda em foco neste diário, o Chefe do Executivo que reage à polémica em torno da doação da Fundação Macau à Universidade de Jinan. Chui Sai On garante terem sido seguidos “procedimentos rigorosos”.

 

O Va Kio vira também atenções para o relatório intercalar do jogo. Na sua apresentação, o secretário para a Economia, Lionel Leong, disse que este relatório é como um “exame geral à saúde” da indústria do jogo.

 

Ou Mun Tin Toi

 

O canal chinês de rádio da TDM destaca igualmente este relatório, dizendo que feita uma comparação entre as seis operadoras de jogo para se perceber de que forma, positiva ou negativa, contribuíram para a sociedade em termos económicos e sociais.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau escolhe para manchete “desaparecida em combate”. O projecto nasceu em 2001 e quinze anos depois o Executivo e as partes interessadas ainda não chegaram a um consenso sobre os produtos a incluir na eventual Lei de Controlo de Químicos. Sobre o relatório intercalar do jogo, o título é “baralha e volta a dar”.

 

A manchete do Jornal Tribuna de Macau é também feita com o relatório do jogo “operadoras ‘cumpriram’ compromissos contratuais” – relatório sublinha contributo positivo. Em grande destaque, com fotografia, está o cônsul-geral, Vítor Sereno e o título: “um mês para celebrar Portugal”.

 

O Ponto Final titula "perdidos na tradução" porque a versão portuguesa do plano quinquenal defende a aplicação do princípio da eugenia para incentivar a natalidade. Sobre a revisão intercalar do jogo lê-se "jogo, xenofobia e dinheiro a rodos".

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

“Revisão intercalar positiva” escreve o Business Daily. Este jornal financeiro explica que, em 13 anos, as operadoras investiram 260 mil milhões de patacas. Todas as empresas cumpriram com os contratos de concessão, realça ainda o Business. Ainda na primeira lê-se “Air Macau ganha 180 mil passageiros”.

 

O Macau Daily Times vira igualmente atenções para o relatório intercalar do jogo: “foco na diversificação, regras apertadas para os junkets”. Em rodapé, este diário refere que “japoneses estão felizes com visita de Obama a Hiroshima, com ou sem pedido de desculpas”.

 

Em manchete, o Macau Post diz que “Chui pede desculpas por falhas de comunicação sobre doação”, na sequência da polémica sobre a ajuda financeira no valor de 100 milhões de yuan da Fundação Macau à Universidade de Jinan. O jornal também fala do debate em curso no Senado brasileiro para a destituição de Dilma Rousseff.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily titula “estímulo aos bens de consumo a caminho” – a China está a adoptar medidas com o objectivo de aumentar a qualidade e a variedade dos produtos, assim como promover as marcas chinesas pelo mundo. O destaque fotográfico diz “poder de panda”, com a imagem da secretária-chefe de Hong Kong, Carrie Lam, com um panda bebé ao colo.

 

Este mesmo tema merece também destaque no South China Morning Post. Carrie Lam inaugurou ontem a Reserva Natural de Wolong que, tal como uma auto-estrada, foi financiado em Sichuan pelo Governo de Hong Kong. Os residentes da cidade vizinha têm assim livre acesso ao local, que nasce após o terramoto de 2008 que devastou essa província chinesa. Na manchete lê-se que “China tem plano para pôr fim a uma enorme brecha fiscal”.

 

O Standard diz que “quatro pan-democratas recebem convites de Zhang Dejiang”, a propósito dos eventos em Hong Kong que marcam a visita do presidente do comité permanente da Assembleia Popular Nacional.