Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Responsáveis da DSPA em "missão oficial" em Pequim
Quarta, 11/05/2016

O director e a subdirectora dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA) estão em missão oficial no exterior e por essa razão não marcaram presença na reunião decisiva do Conselho do Planeamento Urbanístico (CPU) que aprovou, ontem, a construção de uma torre de habitação no Ramal dos Mouros.

 

A explicação é avançada à Rádio Macau pelo Gabinete do Secretário Raimundo do Rosário. Estando os dois responsáveis em missão oficial no exterior para haver um substituto teria que ter acontecido um despacho de nomeação do Chefe do Executivo, o que não sucedeu.

 

Ao que a Rádio Macau apurou junto da DSPA, o director e a subdirectora  estão em Pequim para reuniões com o Ministério da Protecção Ambiental do Governo Central.

 

Raymond Tam, enquanto director dos Serviços de Protecção Ambiental, é por inerência vogal do Conselho para o Planeamento Urbanístico, sendo Vong Man Hung, subdirectora da DSPA, a vogal substituta no Conselho.

 

No encontro de ontem do Conselho para o Planeamento Urbanístico foram apresentados novos dados ambientais por parte dos promotores do projecto para o Ramal dos Mouros, mas a DSPA - a entidade governamental capacitada para avaliar estes dados - não marcou presença. O facto mereceu críticas por parte de Neto Valente.

 

“Gostava de perguntar se há alguma justificação especial para o facto de hoje não estarem presentes representantes dos Serviços de Protecção Ambiental. Há alguma explicação? Acho extraordinário que um Serviço que tem sempre opiniões sobre edifícios de três e quatro andares e num projecto desta envergadura não podemos contar com esse apoio científico”, referiu Neto Valente.