Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Terça-feira)
Terça, 03/05/2016

Os elevados preços da carne de porco, a manifestação na Irlanda contra a exportação de galgos para Macau e a transferência de empresas do sector do luxo de Hong Kong para Macau são alguns dos destaques na imprensa de hoje.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O jornal Ou Mun dá conta que os preços da carne de porco estão a subir de forma acentuada. O jornal refere que a quantidade de carne de porco armazenada está a diminuir e que por isso os preços estão a atingir em Macau níveis muito elevados.

 

Este assunto também está em destaque no jornal Va Kio. Na primeira do jornal estão também as palavras da Directora dos Serviços de Turismos, Helena de Senna Fernandes, que diz que os elementos extra-jogo estão a aumentar nos casinos da cidade.

 

Ou Mun Tin Toi

O canal chinês de rádio da TDM também refere que o Governo está a incentivar as operadoras de jogo a desenvolverem ainda mais as actividades extra-jogo. Helena de Senna Fernandes refere também que o torneio de artes marciais que vai ter a primeira edição em Agosto é a próxima grande aposta do Turismo de Macau.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

“Abaixo de cão” diz o Hoje Macau em manchete, a propósito da manifestação que acontece amanhã em Dublin, na Irlanda, contra a venda de galgos para a Macau. O jornal conta que a Anima também pediu informações ao Governo da RAEM sobre o eventual uso de drogas nestes cães.

 

Em manchete o Jornal Tribuna de Macau escreve “Jogo em Macau vale quatro vezes Las Vegas”. Apesar das receitas do jogo em Macau já acumularem 22 meses consecutivos de quedas, os resultados gerados nos casinos locais superam ainda largamente as receitas geradas na “strip” de Las Vegas.

 

O Ponto Final titula “Maio, maduro Maio, quem te murchou”.  As oito manifestações que saíram à rua no Domingo, no dia do trabalhador, ficaram marcadas pela fraca mobilização. Melhores condições de trabalho para o sector do jogo e a protecção de Coloane foram algumas das causas que mobilizaram os manifestantes no Dia do Trabalhador.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

Na primeira página do Bussiness Daily é a marcha-atrás nas receitas do jogo que tem honras de manchete.  As receitas brutas de Abril caíram 9.5 por cento para os 17.3 mil milhões de patacas. Analistas citados pelo jornal defendem que a época do Verão e os novos resorts da Wynn e da Sands China são os próximos grandes momentos que poderão ter impacto nas receitas do sector.

 

O Macau Daily Times conta em manchete que o “Sector de luxo de Hong Kong muda-se para Macau”. A relojoaria Halewinner anunciou que vai abrir nove novas lojas em Macau, encerrando dois estabelecimentos em Hong Kong. Na primeira página destaque também para as licenças a que os artistas de rua vão estar sujeitos, uma proposta que foi anunciada pelos Secretário para os Assuntos Sociais e Cultural, Alexis Tam.

 

No Macau Post Daily referência às palavras da Directora para os Serviços de Turismo. Helena de Senna Fernandes anunciou que os departamentos competentes vão analisar a resposta dada após a falha informática nos canais automáticos de passagem nas fronteiras. O problema informático nos canais automáticos de passagem nas fronteiras de Macau levou ontem ao final da tarde a que milhares de pessoas tivessem que ficar retidas, provocando longas filas e esperas junto à emigração.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O China Daily vira atenções para as palavras do presidente chinês numa conferência sobre religião em Pequim. Xi Jinping apontou que a China vai apoiar a educação e a formação dos líderes das comunidades islâmicas no país de modo a garantir que os fieis não caiam na armadilha do extremismo. Também em primeira página o caso da investigação ao Baidu – o google chinês como é conhecido. O motor de busca está a enfrentar um processo de investigação depois de um paciente de cancro, que entretanto morreu, se ter queixado de informação errada sobre a doença que encontrou no motor de busca.

 

Esta é também a manchete do South China Morning Post. “Baidu debaixo de fogo por causa de busca sobre saúde” é a manchete. O jornal dá conta que a investigação está a ser levada a cabo pelo órgão regulador da internet na China. Em causa estão anúncios para terapeuticas de doenças que o motor de busca difunde.  O paciente de 21 anos que acabaria por morrer, vítima de cancro, procurou ajuda num dos hospitais que surgiu no resultado da busca. Família e amigos pedem agora maior controle da informação divulgada nos motores de busca.

 

No Standard destcam-se as palavras do antigo procurador do Hong Kong, Greenville Cross, que defendeu que os julgamentos no território deviam começar a ser transmitidos na televisão, tal como acontece noutros países, de forma a reforçar a confiança da população no sistema judicial.