Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de Imprensa de Macau e Hong Kong (Sexta-feira)
Sexta, 15/04/2016

O Relatório Anual dos Direitos Humanos do Departamento de Estado norte-americano, nomeadamente no que se refere a Macau, é um tema transversal em muitas primeiras páginas dos jornais locais. Em Hong Kong, os diários também focam este documento, assim como as decisões da China de parcerias económicas.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

 

O Ou Mun destaca as declarações da Polícia de Segurança Pública que nega ter ocorrido um acidente mortal nas escadas rolantes das Portas do Cerco. As autoridades explicam que uma pessoa caiu e arrastou outras duas, mas todas sofreram ferimentos ligeiros. A PSP promete encontrar e punir as pessoas que estão por detrás deste rumor que está a circular na internet.

 

O Va Kio destaca o secretário para os Transportes e Obras Públicas. Raimundo do Rosário afirmou que o Governo vai primeiro terminar o segmento do metro na Taipa antes de iniciar as construções em Macau ou Coloane. Ainda foco para o director dos Serviços de Tráfego que anunciou a revisão do regulamento do trânsito rodoviário.

 

Ou Mun Tin Toi

 

O canal chinês de rádio da TDM diz, esta manhã, que a polícia judiciária pede aos residentes para estarem alerta e tomarem precauções contra roubos em casas. As autoridades dizem que 17 por cento dos casos envolvem apartamentos nos últimos andares dos prédios.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

 

O Hoje Macau titula “reféns do esquecimento” a propósito de uma reportagem sobre Alzheimer - “um território desconhecido”. Em chamadas, lê-se “debate sobre rodas”, sobre a discussão do regulamento de táxis na Assembleia Legislativa, e “direitos por linhas tortas”, um título sobre o relatório do Departamento de Estado norte-americano sobre a questão dos direitos humanos na China.

 

Na manchete do Jornal Tribuna de Macau lê-se “lucro das operadoras quase iguala saldo público”. Noutro título, o JTM escreve “Lionel Leong vai seguir sugestões do CCAC sobre regime de aquisições”. O destaque fotográfico neste diário é feito com a “festa da poesia em português”.

 

O Clarim escolhe para título principal “matrimónio na génese da família”. Espaço ainda na primeira deste semanário para o relatório sobre os direitos humanos: “China menos permissiva”. Sobre Macau, um dos destaques refere “estradas sem nível de qualidade”.

 

O semanário Plataforma titula “indemnização bombástica” a propósito de Marshall Hao que pode pedir até 10 mil milhões de dólares à Sands, por ter sido trocado pela Galaxy. Sheldon Adelson não acredita no mérito da acção, acrescenta. “Mostra duvidosa” é uma das chamadas por causa da “má concepção” da montra de produtos lusófonos no Tap Seac.

 

O título do Ponto Final é “vira o disco e toca o mesmo” por causa do Relatório Anual dos Direitos Humanos do Departamento de Estado norte-americano. O documento “volta a não poupar nas críticas” a Macau, a Hong Kong e à República Popular da China, sublinha o jornal. “Sangue novo ao volante” é o título sobre a carência de motoristas para autocarros públicos.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

 

O Business Daily faz manchete com o regime de congelamento de bens de indivíduos que, fique provado, sejam financiadores de actividades terroristas. O jornal financeiro destaca ainda a perda da maioria absoluta nas eleições parlamentares na Coreia do Sul por parte do partido da presidente Park Geun-hye.

 

O Macau Daily Times titula “academia para formação da Air Macau não é para todos”. Em rodapé este matutino destaca o Relatório Anual dos Direitos Humanos do Departamento de Estado norte-americano que diz que “os problemas da cidade persistem”.

 

No Macau Post Daily Raimundo do Rosário faz a manchete. O secretário para os Transportes e Obras Públicas afirmou não haver ainda decisão sobre a rota do metro ligeiro na zona norte de Macau. O secretário insiste que a prioridade agora é resolver  os problemas do segmento da Taipa.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

 

O China Daily publica uma fotografia do primeiro-ministro chinês com o homólogo australiano, em Pequim. O título que acompanha esta imagem diz “aumento do comércio com a Austrália”. Sobre o relatório dos direitos humanos na China, divulgado pelo Departamento de Estado norte-americano, este jornal oficial chinês sublinha que “deputado de Hong Kong refuta criticismo” em relação à cidade.  

 

A manchete do South China Morning Post vira atenções para a cooperação entre o Banco Asiático de Investimento em Infra-estruturas e o Banco Mundial, em alguns projectos. Sobre o relatório sobre os direitos humanos lê-se que a “China diz aos Estados Unidos para se olharem ao espelho”.

 

O Standard titula “todos os quatros acusados no caso de homicídio”, conhecido por “caixão de cimento”. É um caso que está a abalar Hong Kong. Três dos suspeitos, extraditados de Taiwan para a cidade vizinha, são suspeitos de conspiração para cometer homicídio.