Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (terça-feira)
Terça, 12/04/2016

A decisão do Tribunal de Última Instância em manter Ho Chio Meng em prisão preventiva é um dos temas em destaque hoje na imprensa de Macau. Os jornais de Hong Kong destacam a posição da China depois de um comunicado do G7 sobre os conflitos no Mar do Sul da China.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun conta que está em queda o número de matrículas com números especiais, devido à situação económica. A matrícula MU-88-88 foi vendida por 400 mil patacas. 

 

O Va Kio conta que um homem de Hong Kong foi detido por ter tentado violado um amigo com quem tinha vindo a Macau. O detido é médico, de acordo com a polícia.

 

Canal Chinês da Rádio Macau

A Ou Mun Tin Toi dá voz a Chui Sai Peng, presidente da direcção da Associação Promotora das Ciências e Tecnologias de Macau, por causa da adjudicação directa para a prestação dos serviços de criação dos materiais didácticos para conhecimentos gerais do ensino primário. O contrato é no valor de quase 6 milhões de patacas, e foi publicado ontem em despacho do Chefe do Executivo. Chui Sai Peng, também deputado e primo de Fernando Chui Sai On, descarta qualquer tipo de irregularidade.

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Hoje Macau titula “Juízo Final”. O Tribunal de Última Instância negou o recurso apresentado pela defesa do ex-procurador da RAEM, Ho Chio Meng, detido por suspeitas de corrupção. O jornal entrega ainda o destaque fotográfico às eleições nas Filipinas: “Votos de fé”.

 

O Jornal Tribuna de Macau escreve “utilizadores queixam-se de falhas no 4G”. Na manchete lê-se “Plataforma de Macau está mais consolidada”, são declarações do presidente da AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, Miguel Frasquilho, ao jornal.

 

O Ponto Final também faz manchete com a nega do Tribunal de Última Instância ao recurso de Ho Chio Meng - “Uma sentença sem hipótese de recursos” destaca o jornal. Em outra chamada de capa lê-se “New York, New York. Ines Trikovic e o concerto de uma vida” em referência à actuação da cantora no Carnegie Hall.

 

Jornais de Macau em língua inglesa

Ho Chio Meng faz a capa do Business Daily. “Recurso negado” é a manchete do jornal que refere a decisão do Tribunal de Última Instância que não acatou o pedido de revisão da medida de coacção de Fevereiro passado. Em outro destaque lê-se “Abanar a árvore das patacas” - o jornal diz que as start-ups e as Pequenas e Médias Empresas contraíram empréstimos no total de 27 milhões de patacas, através de três linhas de apoio.

 

O Macau Daily Times publica uma grande fotografia de Chan Meng Kam, o deputado e membro do Conselho Executivo, a propósito da “ligação fujianense nos jogos da política”. Em rodapé, na primeira, o jornal dá conta da fraca adesão, ontem, dos taxistas ao protesto contra as novas regras para o sector.

 

O Macau Post Daily puxa para destaque a fotografia de mais um encapuçado. Trata-se de um médico de Hong Kong que, alegadamente, drogou um amigo e tentou violá-lo, segundo a informação avançada pela polícia.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa

O plano para o desenvolvimento do futebol na China até 2050 é hoje o tema central do China Daily. O objectivo é que a China seja uma potência do futebol asiático até 2030. O jornal escreve ainda que Pequim considera que o G7 deve evitar ser refém de interesses de certos países. Uma reacção que surge na sequência de um comunicado do Fórum sobre as disputas no Mar do Sul da China.

 

Pequim considera que o G7 se tornou refém de alguns países, escreve o South China Morning Post. É a posição da China a um comunicado do G7 que fala sobre “acções provocatórias” no Mar do Sul da China. Em foco ainda os investidores de Hong Kong que estão optimistas quanto às acções do mercado doméstico.

 

O Standard conta que vão ser deportados para Hong Kong os suspeitos do caso “do caixão de cimento”. O jornal puxa ainda para o topo da página a China que proibiu passageiros de viajar de avião por mau comportamento.