Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Novos apoios para fazer face a sociedade "muito envelhecida"
Sexta, 08/04/2016

O Governo apresentou hoje um plano de acção para os serviços de apoio a idosos para os próximos dez anos. Entre 2016 e 2015, o plano contempla dezenas de medidas para melhorar as respostas sociais num período em que se prevê que a população idosa possa disparar.

 

Até 2036, quase 21 por cento da população terá mais de 65 anos fazendo de Macau uma sociedade muito envelhecida. “Assim, é altamente provável que a sociedade de Macau seja considerada hiper-idosa”, refere o Governo no Plano Decenal de Acção para os Serviços de Apoio a Idosos entre 2016 e 2025.

 

Os serviços médicos e a assistência social são, por isso, uma das prioridades do plano. Prevê-se a criação de um sistema de registo electrónico de saúde, comum aos vários hospitais, que facilite o acompanhamento da população idosa.

 

Há várias propostas que têm sido defendidas pelo Instituto de Acção Social que fazem também fazem parte deste plano: é o caso da criação de um regime de trabalho a tempo parcial para ajudar à integração dos idosos no mercado de trabalho. A presidente do Instituto para Acção Social, Vong Yim Mui, sublinhou que as propostas que constam do plano basearam-se nas conclusões da consulta pública.

 

Neste plano será também estudada a criação de subsídios para empregadores que dêem trabalho a idosos e a revisão do regime de habitação social para privilegiar agregados familiares com idosos.