Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Neto Valente alerta para tráfico de influências no MP
Segunda, 29/02/2016

Mais do que adjudicações ilegais de obras e serviços, é o tráfico de influências na condução de processos judiciais que constitui um dos problemas mais graves do Ministério Público. Quem o diz é o presidente da Associação dos Advogados de Macau, Neto Valente, que defende a necessidade destas situações serem investigadas, apesar de elogiar o trabalho que tem sido desenvolvido pelo actual Procurador da RAEM.

 

"O problema que pode haver no Ministério Público, tal como pode acontecer noutro sítio qualquer, é o tráfico de influências no sentido de guardar processos, não deixar andar processos, fazer andar uns processos e outros não. Quem está ligado à justiça sabe que isso aconteceu e aconteceu frequentemente. Nunca vi nenhuma tomada de posição em relação a isso. Vamos ver se a propósito deste processo não se vai tocar nesse problema que é muito mais grave na minha opinião do que o problema de umas empreitadas, com uns trocos. Isso não me parece que seja o mais relevante", afirmou Neto Valente, em declarações à Rádio Macau.

 

O Presidente da Associação dos Advogados elogia a actuação do actual Procurador e das novas orientações que trouxe para o Ministério Público, corrigindo algumas situações que vinham do passado.

 

"O actual Procurador é uma pessoa sabedora, inteligente e está atento a estas situações. Algumas destas situações em que estava a pensar já foram corrigidas e acho que não foi por acaso. Creio que houve uma orientação no sentido de não travar certos processos e apressar algumas investigações. No entanto, algumas ficam pelo caminho porque prescrevem", refere Neto Valente.