Em destaque

25 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,0449 patacas e 1,1156 dólares norte-americanos.

 

Revista de imprensa de Macau e Hong Kong (sexta-feira)
Sexta, 26/02/2016

O novo Conselho para a Renovação Urbana e a proposta de congelamento de bens são temas hoje em destaque na imprensa de Macau.

 

Jornais de Macau em língua chinesa

O Ou Mun conta que arrancaram ontem os doze projectos mais importantes na zona destinada à medicina tradicional chinesa na Ilha da Montanha.

 

O Va Kio destaca a criação da Conselho para a Renovação Urbana, anunciado ontem em Conselho Executivo. O conselho vai ser presidido pelo secretário para os Transportes e Obras Públicas.

 

Canal Chinês da Rádio Macau

Na Ou Mun  Tin Toi em foco as declarações do secretário para a Economia e Finanças. Lionel Leong terá mostrado dúvidas que as operadoras tenham que pedir informações do BIR no âmbito da campanha ‘De Macau, com Amor’. 

 

Jornais de Macau em língua portuguesa

O Clarim publica hoje uma entrevista ao antigo vice-primeiro-ministro tailandês para os assuntos da segurança - “Querem que a Tailândia seja um estado fantoche”, diz o antigo governante. Noutros títulos, “D. Stephen Lee reforça a fé dos jovens” e ainda “Aliança contra a crise de valores”, a propósito do encontro entre o Papa e o Patriarca Ortodoxo de Moscovo.

 

No semanário luso-chinês Plataforma lê-se “Moderno e sem fronteiras”, a propósito da entrevista ao jornal do presidente do Instituto Politécnico, Lei Heong Iok. Em chamada de capa “Rota profissional” – é o arranque da quinta edição do Festival da Rota das Letras.

 

O Hoje Macau escreve na manchete “Na lei bamba”. O jornal conta que a permanência de estudantes em Macau passa pela avaliação dos Serviços de Migração à importância dos cursos. Na edição de hoje uma entrevista a John Ap, docente do Instituto de Formação Turística - “Turismo flutuante”, é o título.

 

No Jornal Tribuna de Macau ainda as “Farpas de Roy Xavier devolvidas à procedência”. Personalidades macaenses reagiram com desagrado às críticas do académico sobre o estado da comunidade, conta o matutino. “Matrículas de Macau poderão ir a Zhuhai”, é outra das chamadas de primeira página.

 

“Combate ao terrorismo na mira do Governo” titula o Ponto Final. O Executivo vai submeter à Assembleia Legislativa uma proposta de congelamento de bens. Em outra chamada de capa lê-se “Design português dá cartas na China”.

 

Jornais de Macau em língua inglesa  

“Central de tratamento de água já tem luz verde”, escreve o Business Daily. A primeira fase do projecto começa este ano - mil milhões e meio de patacas é o valor orçamentado para esta primeira fase. Outro título do “Visitantes ficam mais tempo”.

 

No Macau Post Daily lê-se “Todos os cães deviam usar um açaime em público”, segundo os deputados que analisam a proposta de lei protecção dos animais.  

 

Quinze impedidos de entrar por causa de autocolantes “república de Taiwan” é o grande destaque do Macau Daily Times. Em rodapé lê-se “30 anos depois da queda de Marcos, o filho ambiciona a vice-presidência das Filipinas”.

 

Jornais de Hong Kong em língua inglesa  

O China Daily conta que Estados Unidos e China de acordo com as sanções contra a Coreia do Norte. O rascunho da resolução pode ser enviado ao Conselho de Segurança das Nações Unidas. Em foco ainda a China que vai gastar 100 mil milhões de yuan para transferir trabalhadores.

 

No South China Morning Post o destaque vai para o ultimato ao governo por causa da lei de direitos de autor. O jornal puxa ainda para chamada de capa o tombo no mercado de valores.