Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Académico UM: Relações no estreito de Taiwan em “risco”
Terça, 16/02/2016

A estabilidade no estreito de Taiwan pode ficar em "risco" se a nova presidente Tsai Ing-wen mudar de política em relação à China. A opinião é do director do Instituto de Assuntos Públicos e Globais da Universidade de Macau (UM), Wang Jianwei.

 

O académico comenta assim as recentes declarações do porta-voz do Partido Progressista Democrático de Taiwan. O responsável garantiu que a política de Taipé em relação a Pequim vai mudar.

 

“O princípio de uma só China não pode ser evitado, de acordo com a perspectiva de Pequim. Se Tai Ing-wen quer manter o status quo, tem de lidar com este problema. De outro modo, não acredito que seja possível manter as coisas como estão. Não tenho dúvidas de que Tsai queira manter as relações no estreito de Taiwan, sem reconhecer o princípio de uma só China. Essa é a situação ideal para o Partido Progressista Democrático. Mas Pequim não vai aceitar. Os dois lados têm de estabelecer diálogo e canais de comunicação para chegar a algum compromisso. De outra forma, as relações no estreito de Taiwan podem estar em risco”, nota Wang Jianwei, em declarações à Rádio Macau.

 

Tsai Ing-wen tem referido que a política para a China vai respeitar a vontade popular e cumprir os princípios democráticos de salvaguarda da liberdade de escolha dos taiwaneses. A nova presidente também garantiu que pretende promover a paz e estabilidade no estreito de Taiwan.