Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Rota das Letras: Sai Díaz, entram Johnson e Cartas da Guerra
Domingo, 14/02/2016

“Questões pessoais” estão na origem do cancelamento da vinda de Junot Díaz ao 5º Festival Literário Rota das Letras, que contará na programação com outro autor premiado com o prémio Pulitzer de ficção, Adam Johnson, e a exibição do filme “Cartas da Guerra”, de Ivo M. Ferreira.

 

Segundo explicou à Rádio Macau Hélder Beja, subdirector do festival, são “motivos de saúde de uma pessoa próxima” que impedem o autor de “The Brief Wondrous Life of Oscar Wao” de vir a Macau para o evento que decorre de 5 a 19 de Março.

 

À edição deste ano do Rota das Letras junta-se, todavia, outro vencedor do prémio Pulitzer e também do National Book Award de 2015, o norte-americano Adam Johnson, autor do livro “The Orphan Master’s Son” (2012), já editado em português (“Vida Roubada”).

 

A obra tem por pano de fundo a Coreia do Norte, país que Johnson visitou para a escrita do livro, descrito pelo jornal The New York Times como “um ousado e notável romance, que não só abre uma janela aterradora para o misterioso reino da Coreia do Norte, como também explora o verdadeiro significado do amor e do sacrifício”.

 

Outra novidade agora anunciada é a exibição do filme “Cartas da Guerra”, que tem estreia mundial este domingo no 66º Festival de Cinema de Berlim, onde está em competição para o galardão principal, o Urso de Ouro.

 

A obra de Ivo M. Ferreira será exibida no dia 5 de Março, às 19h30, nos Cinemas UA Galaxy. A sessão tem entrada gratuita e contará com a presença do realizador.

 

“Cartas da Guerra” é baseado no livro “D'este Viver Aqui Neste Papel Descripto”, de António Lobo Antunes, que junta as cartas enviadas pelo escritor à mulher em 1971 quando o então médico foi chamado para a Guerra Colonial.

 

Segundo Hélder Beja, o programa completo da quinta edição do Festival Literário Rota das Letras será anunciado “nos próximos dias”.