Em destaque

18 de Abril de 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9,1616 patacas e 1,1296 dólares norte-americanos.

 

Arrancaram as obras do projecto de David Chow em Cabo Verde
Terça, 09/02/2016

A construção do empreendimento turístico de David Chow em Cabo Verde arrancou esta segunda-feira na cidade da Praia, capital do país, dez anos depois de o projecto ter nascido.

 

O Complexo Turístico Integrado do Ilhéu de Sta. Maria e Gamboa é o maior projecto do género no arquipélago africano e representa um investimento de 2300 milhões de patacas, equivalente a 15 por cento do PIB cabo-verdiano.

 

Segundo David Chow, empresário que também é o cônsul honorário de Cabo Verde em Macau, abre-se um novo capítulo no sector do turismo no país e também na cooperação com Macau.

 

O empreendimento, cobrindo uma área de 152.700 metros quadrados, deverá ficar pronto dentro de três anos e durante a construção vai gerar mais de dois mil postos de trabalho.

 

Na cerimónia que marcou o início das obras, o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, defendeu que o turismo no país vai dar um grande salto nos próximos anos e viabilizar outros domínios do desenvolvimento económico.

 

Em busca de aumentar de 600 mil para 2 milhões o número anual de turistas, o primeiro-ministro, citado pela Lusa, considerou que o projecto de David Chow é “mais uma pedra fundamental para a construção e transformação de Cabo Verde”.

 

No discurso que fez, David Chow falou num “novo capítulo no sector do turismo em Cabo Verde” e em “facilitar o intercâmbio económico e cultural com Macau”.

 

O investimento da Macau Legend Development marca ainda o início da indústria de jogo no arquipélago.

 

Davi Chow recebeu uma licença de 25 anos do governo cabo-verdiano, 15 dos quais em regime de exclusividade na ilha de Santiago. A concessão de jogo custou ao empresário cerca de 1,2 milhões de euros.

 

A promotora CV Entertaiment Co., subsidiária da Macau Legend Development, recebeu uma licença especial para explorar, em exclusividade, jogo “online”' em todo o país e o mercado de apostas desportivas durante 10 anos.

 

Um imposto de 10 por cento vai ser cobrado sobre as receitas brutas de jogo, enquanto o sector VIP vai ter uma dedução de 25 por cento.

 

Mas o complexo turístico de David Chow em Cabo Verde tem merecido também uma forte oposição no país africano.

 

Em Agosto, cerca de 40 elementos do movimento cabo-verdiano “Korrenti di Ativista” acamparam no ilhéu de Santa Maria em protesto contra a construção do complexo, considerando que irá servir sobretudo para levar ao país “lavagem de capitais, prostituição e turismo sexual”.

 

Na semana passada, o ex-bastonário da Ordem dos Arquitectos cabo-verdianos, Cipriano Fernandes, pediu a intervenção da Procuradoria-Geral da República para suspender o projecto, por considerar que não respeita todos os requisitos legais e que o empreendimento deveria ser aberto ao escrutínio público.