Em destaque

21 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.21 patacas e 1.13 dólares norte-americanos.

Macau na calha para receber encontro de escritores lusófonos
Quinta, 04/02/2016

O sétimo Encontro de Escritores de Língua Portuguesa deverá acontecer no próximo ano em Macau. Essa é, pelo menos, a esperança do secretário-geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA).

 

A intenção foi manifestada em declarações à Agência Lusa por Vítor Ramalho em Cabo Verde, onde chegou ao fim o VI Encontro de Escritores de Língua Portuguesa.

 

Segundo Ramalho,  “o próximo encontro provavelmente será em Macau. Estamos a trabalhar para isso e vamos ver se o conseguimos dar ainda maior impacto que este próprio, se é possível”.

 

Considerando que o encontro na capital cabo-verdiana tem “um balanço positivo e um grande impacto a todos os níveis”, o secretário-geral da UCCLA afirmou que tudo será feito para que Macau acolha uma reunião “singular”, na mesma medida da plataforma que a China utiliza na relação com os países de língua portuguesa.

 

A confirmar-se, será a primeira vez que Macau recebe o evento, depois das primeiras quatro edições terem sido realizadas na cidade de Natal, no Brasil, e a quinta em Luanda, em Angola.

 

A sexta edição do Encontro juntou em Cabo Verde, durante três dias, cerca de 30 escritores consagrados e novos autores lusófonos.

 

A representar Macau estiveram Ricardo Pinto, director do Festival Literário Rota das Letras, e Yao Jingming, poeta e tradutor.