Em destaque

14 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.1522 patacas e 1.1278 dólares norte-americanos.

Tribunal Administrativo rejeita recurso da Polytec
Terça, 02/02/2016

O Tribunal Administrativo rejeitou o recurso apresentado pela Polytec. A empresa, responsável pela construção do Pearl Horizon, queria estender o período de utilização do terreno, entretanto revertido para a Administração. No entanto, as razões apresentadas não foram consideradas válidas.

 

A promotora do Pearl Horizon alegava a necessidade de ser estabelecida uma norma transitória na Lei de Terras para os casos em que foram registados atrasos, alheios às donas dos projectos de construção. Quando o recurso foi apresentado, a Polytec afirmou que o único objectivo que tinha passava por concluir o complexo habitacional o mais cedo possível, de forma a entregar as casas aos proprietários em 2018.

 

Entretanto, cerca de 50 pessoas que compraram fracções dirigiram-se até à Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT), esta tarde, depois de tomarem conhecimento da decisão do tribunal. O grupo reuniu-se com representantes do organismo, adianta o canal chinês da Rádio Macau, sem precisar o tema que esteve em cima da mesa.