Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Novo tipo de habitação pública é tarefa “complexa”
Segunda, 01/02/2016

O secretário para os Transportes e Obras Públicas considerou hoje “muito complexa” a definição de um terceiro tipo de habitação pública. Falava-se que seria destinada aos jovens, mas no plenário desta tarde Raimundo do Rosário disse que o alvo poderá ser toda a classe média. 

 

De qualquer forma, o secretário antevê dificuldades na criação de um novo tipo de habitação quando Macau sofre de escassez de terrenos. “Esta questão é muito difícil, mas não fui eu que a inventei, já existia quando cá cheguei (...) nós não podemos ponderar só sobre os jovens, temos de ponderar sobre todas estas pessoas da classe média. Não temos terrenos suficientes”.

 

Posto isto e observando que em Macau há pessoas, incluindo jovens, que não têm condições para comprar casa, ao mesmo tempo que não são elegíveis para os actuais tipos de habitação pública, Raimundo do Rosário referiu que é preciso “estudar” para ver “se há uma terceira solução”. Segundo o líder da tutela dos Transportes e Obras Públicas, os resultados do estudo que a Universidade de Macau entregou em finais de Outubro não permitiram chegar a “uma solução definitiva”, porque apresentavam “pós e contras”.

 

Neste plenário dedicado às interpelações orais, Raimundo do Rosário prometeu para este ano um estudo para a definição das políticas de habitação “de acordo com as necessidades reais da população”.