Em destaque

19 de Fevereiro 2019: às 12h30, o BNU negociava 1 euro por 9.16 patacas e 1.12 dólares norte-americanos.

Chui Sai On ouve queixas de residentes
Terça, 25/10/2011
O Chefe do Executivo reafirmou hoje que o Governo pretende diversificar a importação de alimentos. A ideia é trazer para Macau produtos de vários países da Ásia, disse Chui Sai On aos moradores que ouviu durante uma série de visitas pela cidade. Além da subida dos preços dos bens alimentares, a população mostrou-se preocupada com a falta de de fiscalização. Alguns moradores manifestaram-se ainda contra a presença de salas de Jogos na zona do Canídromo.

No Centro Social do Mercado de Tamagnini Barbosa, Chui Sai On voltou também a garantir aos moradores que vai partilhar o crescimento económico, indicando ainda que já pediu a Pequim facilitação na importação de trabalhadores domésticos chineses.

O Chefe do Executivo falou na revisão da lei laboral e na questão da habitação pública, tendo assegurado que vai acelerar o processo de atribuição de casas. O responsável máximo da RAEM adiantou também que o Governo tem prevista uma revisão das contribuições para o Regime de Previdência Central e sublinhou que os Serviços de Saúde têm um plano para a reconstrução e construção de mais Centros.

Chui Sai On esteve no Centro de Saúde do Fai Chi Kei, logo ao início da manhã, e acabou o programa de visitas no Banco Alimentar da Cáritas, que em apenas um mês de funcionamento apoia já 248 famílias, tendo oferecido 46 mil refeições.

De tarde, o Chefe do Executivo visitou a Escola Secundária Tong Nam, também a Escola Santa Teresa, as instalações da Confraternidade Cristã Vida Nova e ainda o Centro de Apoio a Famílias e Aconselhamento sobre a Dependência do Jogo.